CM Matosinhos

Covid-19: Jovens no centro da nova onda do vírus

Covid-19: Jovens no centro da nova onda do vírus

O relaxamento nas medidas de distanciamento social e o escasso uso de máscaras  quando em convívio com um elevado número de pessoas têm causado um crescente número de casos de Covid 19 entre os mais jovens. Se inicialmente o novo coronavírus atingiu, maioritariamente, os mais velhos, os novos focos da doença parecem surgir essencialmente, agora, entre os mais jovens. O número de crianças e jovens infetados com covid-19 em Portugal tem vindo a aumentar desde o desconfinamento. O novo coronavírus já atirou muitos jovens para...

Ver Mais

Confinamento

Confinamento

Quando começou o confinamento senti-me sem “Chão”.

O Teatro encerrado, este meu “Chão” refiro-me ao Palco, meu local de trabalho. Dias e dias sem espetáculos, sem horários de ensaios a cumprir, parte da minha vida cancelada. E eu em casa na linda cidade de Lisboa sem sair.

Tive a sorte de ter um talho maravilhoso que me levava tudo a casa, não só carne como mel, Vinho e uma frutaria que também levavam a casa  e o serviço era gratuito.

Nunca me faltou nada em casa, pois a minha...

Ver Mais

A importância das Assembleias Municipais

A importância das Assembleias Municipais

Costumamos dizer que a ANAM nasceu, foi “obrigada” a nascer, para “fazer o que ainda não foi feito”.

E o que é ainda não tinha sido feito?

A valorização e a dignificação das Assembleias Municipais e dos seus membros. Todos, afinal, eleitos locais.

Para isso foi necessário pensar, discutir e aprovar os estatutos da Associação Nacional de Assembleias Nacionais (ANAM), inspirada no espírito sempre cívico e exigente, mas também  visionário, do Dr. José Manuel Pavão.

Não...

Ver Mais

Produzir moda de forma sustentável

Produzir moda de forma sustentável

O consumo do produto de moda tem vindo a sofrer alterações ao longo dos últimos anos. Como mercado em constante mutação é sempre necessária uma rápida acção e adaptação por parte das marcas e isto é expectado por todos. Nunca tinha, porém, passado uma fase como aquela que estamos a viver.

Nos últimos anos o consumidor tornou-se mais atento e exigente com as características do produto que procura, como a origem dos seus componentes, o local de fabrico ou o tipo de recursos que são utilizados. Esta procura origina...

Ver Mais

Sabedoria e cidadania…

Sabedoria e cidadania…

Nos últimos dias, por mero acaso, tenho reparado numa frase publicitária inscrita num chapéu-de-sol de uma esplanada. Evitando fazer publicidade à marca do café – para mim, os melhores cafés do mundo sempre foram os de S. Tomé e Príncipe, de Timor e Cabo Verde – não deixo passar a frase em claro: sabor da sabedoria! Confesso que nunca tinha visto esta frase. Já tenho reparado em “saberes e sabores”, por exemplo, mas este sabor da sabedoria não conhecia. Sabedoria popular certamente.

E por uma qualquer razão,...

Ver Mais

Alimentação em tempos de crise

Alimentação em tempos de crise

O sistema imunitário é o sistema de defesa do organismo, fundamental para o “limpar” de corpos estranhos – os antigénios – e de substâncias indesejáveis. Quando temos uma infeção causada por vírus ou bactérias, é esse sistema que nos auxilia a combatê-los. De forma geral, num organismo com um sistema imunitário saudável, quando há uma interação dos antigénios com células do sistema imunitário (os anticorpos), estas últimas tentarão sempre eliminá-los do organismo da forma mais...

Ver Mais

What a Wonderful Town

What a Wonderful Town

Sinto por esta cidade heróica uma profunda simpatia.
Talvez por ser tão amante da liberdade como eu.

Júlio Dinis, Teatro I

Se querem que lhes diga francamente, já estou a ficar farto de ouvir (e ler) as catilinárias dos profetas da desgraça a quem recentemente se acrescentaram os arautos do pânico. Juntos, constituem parelha de respeito para nos azedarem ainda mais os dias e incutirem, nos ânimos sensíveis, receios, temores,...

Ver Mais

O vírus que roubou as palmas

O vírus que roubou as palmas

A primeira música do concerto é sempre a mais estranha para quem tem o microfone na boca e a guitarra nos braços. Não se sabe muito bem o que esperar, focos de luz apontados aos olhos, silêncio ensurdecedor, barriga cheia de uma jantarada que devia ter sido mais contida, mas uma pessoa está feliz e lá se deixa levar. Será que o público vai vibrar, será que a sala está cheia, será que conhecem o reportório ou vieram cá parar por acaso? Este foco não me deixa ver nada e já estou cheia de calor. Ainda penso naquela conta que...

Ver Mais

Viva! no Instagram. Siga-nos.