Encomendas Comida Fresca - PD

Saiba como tornar o teletrabalho mais produtivo

Saiba como tornar o teletrabalho mais produtivo

Desde o início do mês de outubro que o teletrabalho deixou de ser recomendado pelo Governo, que deixou a cargo da entidade patronal a decisão de adotar ou não este regime de trabalho. E foram muitas as empresas que, ou por receio de regressar totalmente à “normalidade” ou por satisfação quanto aos resultados conseguidos com o teletrabalho, optaram por manter este regime, que, ao que parece, divide a opinião dos trabalhadores.

Se, por um lado, há cidadãos que admitem estar bastante satisfeitos com o teletrabalho, que...

Ver Mais

51% dos portugueses prefere trabalhar em regime misto, revela estudo

51% dos portugueses prefere trabalhar em regime misto, revela estudo

Desde o ano passado que o teletrabalho passou a ser uma realidade para milhares de portugueses que, pelo menos, até à próxima segunda-feira, 14 de junho, enfrentam este regime de trabalho. A partir dessa data, o teletrabalho deixará de ser obrigatório, exceto em concelhos de risco, passando a ser recomendado nas atividades que o permitam.  

Contudo, de acordo com um estudo do Observador Cetelem, a maioria dos portugueses (51%) não pretende voltar a tempo inteiro ao regime presencial, mas sim trabalhar num regime...

Ver Mais

Governo anuncia duas novas fases de desconfinamento

Governo anuncia duas novas fases de desconfinamento

Os restaurantes, cafés e pastelarias vão poder receber clientes até à meia-noite e o teletrabalho vai deixar de ser obrigatório já a partir de 14 de junho. As medidas em causa fazem parte das duas novas fases de desconfinamento anunciadas por António Costa.

De acordo com o primeiro-ministro, o país “está em condições de prosseguir o processo de desconfinamento”, razão pela qual destacou um conjunto de novas medidas para as próximas fases, a primeira a arrancar a 14 de junho e a segunda a 28 de...

Ver Mais

Inquérito VIVA!: Maioria dos leitores sente-se bem com o teletrabalho

Inquérito VIVA!: Maioria dos leitores sente-se bem com o teletrabalho

Há mais de um ano que a maioria dos trabalhadores portugueses trocaram o trabalho presencial pela experiência do teletrabalho. Impulsionados pela pandemia de covid-19, alguns fizeram-no por obrigação, tendo em conta as medidas impostas pelo Governo para combater a disseminação do vírus, e outros por opção própria. 

Volvidos mais de 12 meses sobre a implementação da obrigatoriedade do teletrabalho em Portugal, a VIVA! procurou saber qual a opinião dos leitores em relação a esta questão. Será que estes se...

Ver Mais

Maioria dos portugueses “positivos” e “otimistas” com os próximos meses

Maioria dos portugueses “positivos” e “otimistas” com os próximos meses

A pandemia de covid-19 deixou e, em alguns casos, continua ainda a deixar mudanças profundas no quotidiano dos portugueses, o que poderá ter implicações na saúde mental, um tema que tem merecido cada vez mais destaque e atenção por parte dos cidadãos. Grande parte da população viu-se obrigada a substituir o trabalho presencial pelo teletrabalho, a escola pela telescola e os encontros com a família e os amigos por horas de chamadas e videochamadas.

Com o avançar progressivo do plano de desconfinamento anunciado pelo...

Ver Mais

Posturas incorretas aumentam o risco de dor. Conselhos práticos para atividades diárias.

Posturas incorretas aumentam o risco de dor. Conselhos práticos para atividades diárias.

O teletrabalho e o ensino à distância, obrigatórios no atual contexto de pandemia de covid-19, exigem que a maior parte dos cidadãos passem muitas horas sentados a trabalhar no computador e que negligenciam a prática de exercício físico, tendo tendência a adotar posturas incorretas que podem agravar lesões prévias e aumentar o risco de dor.

“As posturas incorretas nas atividades diárias são responsáveis por múltiplos episódios de dor e por vários desequilíbrios no sistema músculo-esquelético”, alerta Ana...

Ver Mais

Há 9% de patrões que não autoriza o teletrabalho

Há 9% de patrões que não autoriza o teletrabalho

Um inquérito realizado pela Fixando a 13.660 profissionais e utilizadores da plataforma mostra que 63% dos portugueses estão satisfeitos com o prolongamento do teletrabalho até 31 de dezembro de 2021, sendo que 56% considera a medida em causa muito positiva para a economia do país, 65% muito positiva para as empresas e 40% muito positiva para a saúde mental dos trabalhadores. 

No entanto, os dados indicam que 9% dos profissionais revelou não estar autorizado, pela entidade patronal, a ficar em teletrabalho. 41% dos...

Ver Mais

“Reduzir substancialmente a atividade física pode ser prejudicial”, alerta DGS

“Reduzir substancialmente a atividade física pode ser prejudicial”, alerta DGS

Numa altura em que a maior parte dos portugueses continuam confinados em casa e em teletrabalho, e com a aprovação deste regime de trabalho até ao final do ano, a Direção-Geral de Saúde (DGS) recorreu às suas redes sociais para fazer um alerta. 

“Reduzir substancialmente a sua atividade física pode ser prejudicial para a sua saúde, bem-estar e qualidade de vida”, escreveu na publicação. 

Como forma de contornar esta situação, a autoridade de saúde pede aos portugueses para que “evitem ficar...

Ver Mais