PUB
Recheio 2024 Institucional

Sara Sampaio

Sara Sampaio

Nos últimos anos, os olhos verdes da manequim chegaram a todo o lado. Na verdade, Sara Sampaio recorda até já com alguma dificuldade os locais todos que visitou em trabalho. “Ai isto vai ser complicado. A ver se não me esqueço de nenhum: Espanha, França, Itália, Inglaterra, Alemanha, Croácia, Grécia, Turquia, Dinamarca, Suécia, Marrocos, EUA, Cuba, Bahamas, Saint Tropez, Turks e Caicos, Madagáscar, Seicheles e México. Acho que é isto”, enumerou. Com pouco mais de duas décadas de vida, a portuense já fez capa de edições...

Ver Mais

Mário Ferreira

Mário Ferreira

A “ver navios”
A forte ligação ao mar e ao Porto de Leixões começou a ser sentida ainda em criança, quase que a denunciar a estreita relação que viria a ser desenvolvida anos mais tarde. “Desde pequeno que gostava de ouvir as entradas e as saídas dos navios. Havia a tradição dos apitos de despedida de um porto e achava isso interessante”, afirmou, confessando encarar estas recordações com alguma nostalgia.
Aos 16 anos, Mário Ferreira começou a escrever as páginas daquele que viria a ser um...

Ver Mais

Mónica Ferraz

Mónica Ferraz

Depois de “dez anos de bons momentos” ao lado de João Pedro Coimbra, no projeto “Mesa”, a cantora respirou fundo e decidiu alinhar na aventura de uma carreira a solo, experiência que descreve como incrível. Já a trabalhar num novo disco, que deverá sair no primeiro semestre de 2013, Mónica olha para trás e jura não conseguir dissociar o seu percurso de vida do universo da música e da arte em geral.


Palcos de uma infância “feliz e tranquila”
A carreira artística da portuense, que nasceu a 23...

Ver Mais

Daniel Serrão

Daniel Serrão

Apesar de não conseguir explicar exatamente o que leva as pessoas a criarem um vínculo com determinada terra, Daniel Serrão, que nasceu em Vila Real, na freguesia de S. Dinis, sente-se, de raiz “verdadeiramente transmontana”. “O Homem é um animal de território. Não sabemos que temos esse vínculo à terra, mas nota-se quando lá chegamos. Sinto esse vínculo mesmo só tendo lá vivido durante dois anos”, referiu. Para trás, nas memórias de família, ficam histórias de uma época em que a sociedade se...

Ver Mais

Maria Cândida Rocha e Silva

Maria Cândida Rocha e Silva

Tradição será, talvez, a palavra que melhor define a instituição, nascida em 1833, no Porto, pelas mãos de Lourenço Joaquim Carregosa, para negociar divisas. Situada na Rua das Flores – onde ainda mantém o edifício – a então L.J. Carregosa viria a transformar-se numa Sociedade Financeira de Corretagem, tendo sido aprovada como banco em 2009. O percurso profissional de Maria Cândida cruzou-se com o da Casa Carregosa pelas mãos do seu pai, que era sócio da entidade e que, num determinado momento da vida, encontrou...

Ver Mais

António Lobo Xavier

António Lobo Xavier

Contudo, a decisão de viver no Porto também esteve associada a um “fascínio por uma advocacia que não havia em Coimbra”. “Os meus colegas de escritório eram advogados da Sonae e pediram-me se podíamos encontrar-nos com algumas pessoas da empresa que tinham umas dúvidas sobre impostos”, contou o gestor. “Naquela altura, estava na Comissão de Reforma Fiscal e dava aulas de Impostos, por isso, achava que sabia muito”, afirmou, entre gargalhadas, acrescentando que as questões colocadas “eram de tal maneira profundas e...

Ver Mais

Alberta Marques Fernandes

Alberta Marques Fernandes

Em nome do pai
As recordações que a jornalista tem, do “seu” Porto da infância e adolescência, confundem-se com a lembrança do pai. “Os passeios pela Foz, o Castelo do Queijo, a Rua de Santa Catarina, o café Majestic, o Liceu Alexandre Herculano, onde ele estudou, a Igreja do Bonfim”, lembra. Durante muitos anos o Porto foi para ela, uma cidade de afetos, a cidade da «família». Com a morte do pai, há mais de vinte anos, Alberta adotou uma espécie de luto da cidade. “Estive vários anos sem querer...

Ver Mais

Rui Moreira

Rui Moreira Em sua opinião, o Porto acreditou que, com a entrada na Europa, o progresso iria surgir naturalmente e que o “peso político deixava de fazer sentido” o que demonstrou uma certa “ingenuidade”. Mas a evolução do regime também condiciona essa «apatia». De acordo com Rui Moreira, Portugal passou, em poucos anos, de um país bipolar a unipolar. “A dicotomia entre Lisboa e Porto perdeu-se, passando o poder, o Estado e as grandes opções políticas a concentrarem-se em e para Lisboa”. Mas apesar da perda de protagonismo, garante,...

Ver Mais

Isabel Pires de Lima

Isabel Pires de Lima Nasceu em Braga, onde viveu até aos 17 anos, altura em que se «transferiu» para o Porto para tirar o curso de Filologia Românica na FLUP. A integração não foi difícil e dos seus tempos de faculdade recorda as tertúlias nos cafés, os movimentos culturais e uma relação de grande proximidade dos estudantes universitários com os professores. “Hoje sinto-me mais portuense do que bracarense”, confessa, destacando o carácter genuíno da cidade e dos seus habitantes. “Agrada-me o facto de o Porto ser uma grande cidade em termos de...

Ver Mais

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto Tem por hábito percorrer as ruas a pé e utilizar os transportes públicos, o que lhe permite uma interpelação directa e constante dos seus habitantes. “Sou diversas vezes abordado pelas pessoas na rua, sempre de forma espontânea, e gosto disso. É muito humano” afirma, sublinhando que percorrer as ruas é fundamental para se conhecer a cidade. “Para além de que faz bem, é um óptimo exercício físico”, salienta.
Na Avenida dos Aliados consegue encontrar a alma de uma cidade que, diz, tem uma personalidade forte o que lhe...

Ver Mais

João Serrenho

João Serrenho No entanto, não descura a prudência necessária na área dos negócios, frisando que gosta de tomar decisões arriscadas, mas sempre calculadas. “Às cegas não faço nada, de maneira nenhuma. As minhas decisões são normalmente ponderadas e muito discutidas. Só avanço quando tenho elementos suficientes”, assegura.
  Um curioso de sucesso
Licenciado em engenharia química, João Serrenho diz-se dono de uma curiosidade inata. “Sou muito curioso. Gosto de perceber bem as coisas e...

Ver Mais

Benedita Pereira

Benedita Pereira Fez vários estudos na área da representação. Passou pelo Balleteatro, no Porto, estudou no famoso Lee Strasberg Institute em Nova Iorque, cidade onde se encontra actualmente para frequentar a Black Nexxus e o Michal Howard Studio, a enriquecer a sua aprendizagem. “Apesar de ser difícil estar longe da família e dos amigos, para estudar acting e tentar a minha sorte aqui, não me arrependo nada”, garante a actriz, cujo papel que mais prazer lhe deu foi o de Julieta na série «Ele é Ela» da TVI. A partida para Nova Iorque tem...

Ver Mais

Vítor Baía

Vítor Baía E como se define Baía enquanto atleta? “Quando penso que ainda sou o jogador com mais títulos conquistados não posso deixar de sorrir e de sentir que todo o esforço, sofrimento e dedicação foram recompensados”, refere, numa espécie de auto-análise. O ex-guarda-redes, que só teve dois clubes no seu percurso – FC Porto e Barcelona – representa, agora, o clube do coração muito além das quatro linhas, factor do qual se orgulha. “O FC Porto é especial. Digo-o como adepto mas também como alguém que viveu por dentro...

Ver Mais