PUB
Santander Saúde

Águas do Porto prolonga medida que impede suspensão do serviço por falta de pagamento

Águas do Porto prolonga medida que impede suspensão do serviço por falta de pagamento

A suspensão do fornecimento de água em caso de falta de pagamento foi prorrogada até 30 de setembro, desde que que o motivo pelo qual o cliente da Águas do Porto se encontra em dívida esteja enquadrado nas medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia.

Os clientes da Águas do Porto com dívida por regularizar que estejam em situação de desemprego, que tenham registado uma quebra de rendimentos do agregado familiar igual ou superior a 20%, ou que tenham sido infetados por Covid-19, devem comunicar à empresa municipal que estão abrangidos pela medida excecional que impede a suspensão do fornecimento de água em caso de falta de pagamento.

A comunicação à Águas do Porto é da responsabilidade do cliente e pode ser efetuada através do Balcão Digital.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Caso não o faça, a suspensão do fornecimento poderá ocorrer por falta de pagamento”, alerta o portal da Câmara do Porto, salientando ainda que “não obstante, o cliente deverá regularizar a sua situação, através da celebração de um plano de pagamento com a Águas do Porto, até ao final do mês de setembro”.

A empresa municipal tem disponível um chat online, para o esclarecimento de dúvidas dos utilizadores. Em alternativa, pode contactar a Águas do Porto através da linha de atendimento telefónico 225 190 800 ou pelo email [email protected].

De recordar que a ONU deu, recentemente, como exemplo as medidas adotadas pelo município do Porto no que diz respeito à isenção das tarifas dos serviços de gestão de resíduos urbanos, abastecimento de água e saneamento de águas residuais, aprovadas para os utilizadores não domésticos em abril.

PUBLICIDADE
PUB
PD- Revista Sabe bem