PUB
CIN Woodtec

ONU destaca exemplo dos municípios portugueses no combate à Covid-19

ONU destaca exemplo dos municípios portugueses no combate à Covid-19

Porto, Braga, Vila Nova de Famalicão, Lisboa e Sintra. São estes os municípios portugueses que introduziram medidas que a Organização das Nações Unidas (ONU) considera “inovadoras” e que são recomendadas no documento “Covid-19 num mundo urbano”.

O sumário de políticas publicado pelas ONU dá conta de medidas a serem seguidas por cidades de todo o mundo na resposta à covid-19, visando condições socioeconómicas, oferta de serviços públicos e resiliência para o futuro.

No capítulo “Políticas e soluções inovadoras para proteção equitativa e recuperação da Covid-19 em contexto urbano” do documento, a ONU dá como exemplo as medidas adotadas pelo município do Porto no que diz respeito à isenção das tarifas dos serviços de gestão de resíduos urbanos, abastecimento de água e saneamento de águas residuais, aprovadas para os utilizadores não domésticos em abril.

A referência ao Porto surge na categoria dos serviços e condições essenciais para a vida, que distingue também o município de Braga, já que Esposende foi uma das localidades que aplicou isenção nas tarifas de água, saneamento de águas residuais e de resíduos urbanos para todos os consumidores domésticos.

A lista da ONU inclui também Vila Nova de Famalicão, por ter “apoios para o pagamento de rendas” (comparticipação municipal de rendas para os agregados familiares que tenham perda de rendimentos por força da pandemia). Também nas medidas de apoio à habitação, Lisboa e Sintra entram na lista pelo “adiamento de pagamentos de renda”, assim como Chicago e São Francisco, nos Estados Unidos, ou Paris, em França.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A lista de políticas e medidas inovadoras, publicada no resumo de políticas da ONU, integra exemplos de Barcelona, Londres, Nova Iorque, México e Toronto, entre outras.

“Existe uma necessidade urgente de repensar e transformar as cidades para responder à realidade da covid-19 e às possíveis pandemias futuras e para se recuperar melhor, construindo cidades mais resilientes, inclusivas e sustentáveis”, lê-se no documento publicado pela ONU.

O documento da organização internacional liderada por António Guterres alerta que as áreas urbanas tornaram-se epicentros da pandemia por concentrarem mais de 90 por cento de todos os casos do novo coronavírus no mundo.

De referir que Portugal regista esta terça-feira mais três mortes e 111 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia, já se registaram 50.410 casos de infeção confirmados e 1.722 mortes.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil