PUB
PD- Revista Sabe bem

Porto vota lançamento do concurso da ponte D. António Francisco dos Santos

Porto vota lançamento do concurso da ponte D. António Francisco dos Santos

Depois de criticas por parte dos vereadores do PS, PSD e CDU, que acusaram a maioria municipal de “falta de transparência das opções do traçado” para a construção da nova ponte sobre o Douro, já com o nome de ponte D. António Francisco dos Santos, a Câmara Municipal do Porto vota na próxima segunda-feira para a continuidade do procedimento de contratação para a construção da infraestrutura.

Segundo o PSD, a ponte terá um custo três vezes maior que valor de 12 milhões de euros que foi apresentado em projeto no ano 2018, devido à localização “claramente mal escolhida” que levou a uma revisão do mesmo.

O Partido Socialista e  a Coligação Democrática Unitária lamentam não terem sido informados sobre uma decisão já tomada, realçando a necessidade para um debate sobre  o projeto, sobre as questões envolventes, como a localização e os custos inerentes.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O presidente da Câmara do Porto, face estes comentários por parte da oposição, adiou a assinatura do contrato para o lançamento do concurso para a nova ponte no douro, com a promessa de levar o assunto a votação.

A proposta de autorização surgiu depois das críticas dos vereadores do PS, PSD e CDU, que na reunião do executivo de 13 de maio acusaram a maioria municipal de falta de transparência na discussão das opções do traçado para a nova ponte D. António Francisco dos Santos, cujo custo, incluindo acessos, é de 36,9 milhões de euros — valor a que acrescem 1,63 milhões de euros para estudos.

Já PS e CDU lamentaram ter sido confrontados com uma decisão já tomada, salientar ndo a necessidade de debate informado sobre o projeto, nomeadamente sobre questões como a localização ou o custo. Em resposta às críticas, o presidente da autarquia, o independente Rui Moreira, deu indicações para adiar a assinatura do contrato para o lançamento do concurso para a nova ponte sobre o Douro, indicando que traria o assunto a votação.

A infraestrutura terá um custo total de 36,9 milhões de euros, a assegurar pelas autarquias portuense e gaiense. No que respeita à componente da ponte o valor estimado é de 16,8 milhões de euros, aos quais se somam ainda os valores para construção do tabuleiro já em área seca e as infraestruturas rodoviárias de acessos.  Segundo a proposta, o município de Vila Nova de Gaia ficará responsável pelo pagamento de 21 milhões de euros, o que “inclui metade do valor do tabuleiro sobre o rio, ligações rodoviárias e construção em área seca”. Já a Câmara Municipal do Porto assegurará o pagamento do mesmo valor relativo ao tabuleiro e seis milhões em acessos.

PUBLICIDADE
PUB
PD-Bairro Feliz