RECHEIO 50 ANOS

Instituições culturais da cidade vão ser o palco das novas unidades da U.Porto

Instituições culturais da cidade vão ser o palco das novas unidades da U.Porto

A Universidade do Porto vai oferecer, já a partir do ano letivo 2021/2022, novas Unidades Curriculares de Competências Transversais de base cultural ou artística para os estudantes de todas as áreas de formação. Teatro Nacional São João, Casa da Música, Museu Nacional de Soares dos Reis e Jardim Botânico serão o palco das disciplinas.

A informação tinha sido já avançada mas o anúncio “formal” das novas unidades curriculares de competências transversais da U.Porto para o próximo ano letivo decorreu durante a primeira Cimeira Europeia Universidade & Cultura, que arrancou segunda-feira, em formato ‘online’.

Discutir o papel crucial e democrático que as artes podem desempenhar na missão das universidades é o propósito da cimeira, organizada pela U.Porto e pelo Plano Nacional das Artes e integrada na Presidência Portuguesa da União Europeia.

Na sessão, a vice-reitora da Cultura da U.Porto, Fátima Vieira, salientou a importância de se reforçar “o elo de ligação” entre as instituições do Ensino Superior e as instituições culturais locais.

“Este é o tempo perfeito para agir. Temos um problema de natureza cultural e, se a cultura é parte do problema, também pode ser parte da solução”, disse a responsável, citada Lusa.

Assim, no âmbito da “Declaração do Porto – Universidade & Cultura”, a instituição portuense prevê dar início, no ano letivo de 2021/2022, a novas unidades curriculares para todos os estudantes de licenciatura e mestrado.

Na unidade curricular “Volta ao Palco em 80 horas”, no Teatro Nacional São João, os estudantes vão aprender com encenadores e atores. Já na unidade “Música e Sociedade”, os alunos vão conhecer a Casa da Música “por dentro”.

Na unidade “Museu como um lugar de fruição”, no Soares dos Reis, os estudantes vão adquirir competências de avaliação das coleções, valências e dimensões do museu e na unidade “Jardim Botânico” vão conhecer a arte e técnica de criar jardins.

De referir que, além de novas unidades curriculares, a “Declaração do Porto – Universidade & Cultura” prevê também a criação de um Corredor Cultural do Porto através do qual os estudantes do Ensino Superior, de instituições públicas e privadas, de todos os países da União Europeia, terão livre acesso às estruturas museológicas da Universidade, da autarquia portuense e ainda do Museu Nacional Soares dos Reis.

A iniciativa prevê ainda um desconto no preço do bilhete para espetáculos nos teatros e salas de espetáculos da cidade do Porto.

“Começamos com o Corredor Cultural do Porto e sonhamos com um corredor cultural à escala europeia”, afirmou a vice-reitora da U.Porto.

A “Declaração do Porto – Universidade & Cultura” ficará aberta a discussão entre abril e setembro e será apresentada em dezembro, adiantou Fátima Vieira.

Foto: U.Porto

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes