PUB
Recheio 2024 Institucional

Hospital de Campanha Porto. já recebeu mais de 300 mil euros em donativos

Hospital de Campanha Porto. já recebeu mais de 300 mil euros em donativos

Os fundos angariados na campanha “Ligados por um Hospital” vão ser utilizados pela Câmara do Porto na luta contra a pandemia da Covid-19.

Mais de 280 mil euros em donativos através de chamadas telefónicas e mais de 40 mil euros por transferências. Estes são os valores já angariados no âmbito da campanha “Ligados por um Hospital”, lançada com o apoio da RTP, e que decorre até ao final desta quarta-feira, pelo número 761 101 050. Cada chamada confere o contributo imediato de 1€ (um euro).

Já os donativos por transferência bancária (PT50078101129112000018026) podem continuar a ser depositados na conta aberta pela Câmara do Porto na IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

As verbas serão utilizadas pela Câmara do Porto na luta contra a Covid-19.

De recordar que o Hospital de Campanha Porto. abriu, terça-feira, no Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota, com todas as condições de conforto e de segurança.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A maior sala de espetáculos da cidade está agora transformada em unidade hospitalar, com 320 camas. Há circuitos que separam as “zonas limpas” das “zonas sujas”, áreas de descanso, espaço de refeições, balneários, zona de colocação e remoção de EPI’s (equipamentos de proteção individual) e uma farmácia.

Esta unidade de retaguarda hospitalar irá receber três tipos de doentes. “Doentes assintomáticos que não têm condições de isolamento no seu domicílio; doentes assintomáticos que têm alguma disfunção de outra doença que já tinham anteriormente, que não respiratória, e que necessitem de cuidados médicos básicos; e doentes que estejam em fase de recobro, de recuperação, e que ainda estejam à espera de negativar o teste”, detalhou segunda-feira o presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, António Araújo, que assume a coordenação do Hospital de Campanha Porto., com o apoio de mais três coordenadores.

O hospital de missão montado no Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota irá aliviar com maior eficácia a pressão dos dois hospitais centrais da cidade – São João e Santo António -, a que se juntou também o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

“Se preciso for, a unidade hospitalar ficará em operação até ao final do mês de julho”, avança a Câmara do Porto.

Foto: Miguel Nogueira | CM Porto

PUBLICIDADE
PUB
PD-Bairro Feliz