RECHEIO 50 ANOS

Circo do Coliseu do Porto chega pela primeira vez às salas de cinema

Circo do Coliseu do Porto chega pela primeira vez às salas de cinema

A partir de 26 de dezembro, e até dia 6 de janeiro, as salas de cinemas NOS de 20 cidades de Portugal Continental e da Região Autónoma da Madeira vão transmitir o espetáculo Circo do Coliseu do Porto 2020.

“A 26 de dezembro, o Coliseu e a NOS fazem história ao levarem, pela primeira vez, um espetáculo de circo 100% nacional ao grande ecrã”, salienta o Coliseu Porto Ageas.

O Circo Coliseu Porto Ageas vai estar em exibição exclusiva, até dia 6 de janeiro, nos Cinemas NOS em Matosinhos, Maia, Gaia, Gondomar, Paços de Ferreira, Braga, Vila Real, Viseu, Coimbra, Figueira da Foz, Torres Vedras, Lisboa, Odivelas, Oeiras, Cascais, Montijo, Évora, Faro, Tavira e Funchal.

Dinamizar o setor da Cultura, um dos mais afetados pela pandemia de Covid-19, é o objetivo de um projeto-piloto – do qual esta iniciativa faz parte – que vai “permitir dar mais visibilidade a conteúdos culturais de qualidade produzidos e apresentados em Portugal, que, devido às restrições em vigor de circulação entre concelhos, recolhimento obrigatório e diminuição de lotação nas salas, não têm conseguido acolher o mesmo número de espectadores pré-pandemia”.

Com esta iniciativa, os Cinemas NOS reforçam a oferta de novos conteúdos em sala, “proporcionando ao público uma nova experiência cultural e de entretenimento em segurança, possibilitada por uma qualidade superior de som e de imagem e que só as salas de cinema conseguem proporcionar”.

O Circo Coliseu Porto Ageas – um dos espetáculos mais apreciados pelas famílias – estreou a 11 de dezembro e, até 3 de janeiro, duas dezenas de artistas em português apresentam números em estreia absoluta de acrobacia aérea, ilusionismo, trapézio, clown, mastro chinês, corda bamba, forças opostas, parkour e malabarismo. 

Rui Paixão, o primeiro português a integrar o Cirque du Soleil como criador original, é o mestre de cerimónias. Na acrobacia e dança vertical vão estar os Laboratório, liderados por Miguel Tira-Picos e João Pataco, os grandes vencedores do programa Got Talent Portugal 2020, aos quais se juntam Mónica Alves e Bruno Miguel Rosa. Também nas alturas vai estar o portuense Daniel Seabra com um “número acrobático e vertiginosamente arriscado” no trapézio.  

A misturar realidade e ficção estará o ilusionista Andrély, nomeado duas vezes pela Academy of Magical Arts, em Hollywood como mágico do ano, e a mágica Flávia Molina. Danny Luftman vai apresentar um “espetáculo de malabarismo” e Leonardo Ferreira dominará o masto chinês, num espetáculo onde estará também em destaque Diana Niepce, mostrando “como a fisicalidade une dança e acrobacia”, o parkour dos Team Braga e os Palhaços Luftman. 

Uma das grandes novidades este ano é a formação da Orquestra Circo Coliseu, dirigida pelo Maestro Cesário Costa e que está presente em todas as sessões para tocar ao vivo uma banda sonora original. A autoria é do pianista Filipe Raposo, compositor residente na Cinemateca Portuguesa.

“Todos os Natais, 100 mil pessoas asseguram lugar para assistir ao Circo que o Coliseu programa do início ao fim. Este ano, o número será muito mais reduzido em sala. Com este projeto-piloto, o trabalho dos artistas pode agora chegar a mais espectadores de 20 cidades diferentes. E este espetáculo de qualidade merece chegar a muitos públicos”, afirma Mónica Guerreiro, presidente do Coliseu Porto Ageas. 

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem