PUB
Recheio 2024 Institucional

“Viajar Sem Pressa 2020”: GNR detetou mais de 4.500 condutores em excesso de velocidade

“Viajar Sem Pressa 2020”: GNR detetou mais de 4.500 condutores em excesso de velocidade

A Guarda Nacional Republicana divulgou esta quinta-feira, o balanço da operação de fiscalização rodoviária, realizada de 13 a 19 de agosto, no âmbito da ação “Viajar Sem Pressa 2020”

Num comunicado enviado às redações, a GNR revelou que controlou um total de 207.782 veículos, dos quais 4.585 em excesso de velocidade. Já no que diz respeito à sinistralidade rodoviária, foram registados 1.528 acidentes, sete vitimas mortais, 27 feridos graves e 472 feridos leves. 

Desde 1 de janeiro de 2020 até 19 de agosto de 2020, a GNR afirma ter registado uma descida considerável dos números relativos à sinistralidade face a 2019, com menos 12.321 acidentes, menos 71 mortos, menos 258 feridos graves e menos 4.482 feridos ligeiros. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A GNR alerta ainda que “o excesso de velocidade continua a constituir em Portugal uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave, seja pela diminuição do tempo de reação do condutor para fazer face a um imprevisto, ou pelo agravamento das suas consequências em resultado da maior violência do embate”.  

“Quando a velocidade duplica, a distância de travagem quadruplica e, em caso de acidente, a probabilidade de resultarem vítimas mortais ou feridos graves aumenta de oito a 16 vezes”, sublinha aquela força de segurança, acrescentando que o objetivo da operação é “promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores” e reduzir a “sinistralidade rodoviária grave”. 

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem