Revista Sabe Bem 70 - PD

Universidade do Porto introduz ferramenta de deteção de plágio

Universidade do Porto introduz ferramenta de deteção de plágio

Os docentes devem, então, disponibilizar o trabalho nesse formato aos estudantes, “para que eles possam submeter os seus trabalhos e, de uma forma formativa, irem avaliando e comparando com bases de dados já existentes para verificarem se há plágio nos trabalhos que estão a submeter”, explicou a responsável.
O estabelecimento de ensino superior vai promover uma sessão de esclarecimento do programa amanhã, quarta-feira, alertando que, com a ferramenta, não pretende “servir a caça ao plágio”, mas sim “alertar e consciencializar a comunidade académica para os riscos associados àquela prática”.
O Turnitin não funciona por defeito, sendo necessário que o professor responsável escolha aplicar o ‘software’ na unidade curricular que leciona.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal