RECHEIO 50 ANOS

Turismo do Porto e Norte de Portugal aprova contas de 2020 em ano com “severa redução de receitas”

Turismo do Porto e Norte de Portugal aprova contas de 2020 em ano com “severa redução de receitas”

O Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) aprovou recentemente o “Relatório & Contas de 2020”, com apenas uma abstenção, informou a entidade. 

“Passámos do melhor ano de sempre para um dos piores de sempre, pelos motivos que todos conhecemos, mas mesmo assim tivemos quebras abaixo da média nacional”, afirmou Luís Pedro Martins, presidente do TPNP, citado no comunicado divulgado, recordando o crescimento que se verificava em fevereiro de 2020, na ordem dos 15 por cento, para quebras recorde. 

De acordo com o responsável, apesar do resultado, verificaram-se, contudo, “números animadores”. “Ocupamos pela primeira vez o primeiro lugar no ranking de hóspedes por regiões, o que se explica pelas inúmeras campanhas de comunicação que fizemos mal se começou a desconfinar, em meados de abril, o que permitiu um pequeno balão de oxigénio”, justificou. 

Na sessão, bastante participada, Luís Pedro Martins estabeleceu a “ambiciosa meta” de conseguir elevar os indicadores de atividade turística a patamares de fevereiro de 2020 até “finais do ano de 2022, inícios de 2023”. “Estamos confiantes que o nosso destino tem as condições ideais para o novo perfil do turista do pós-pandemia, que procura produtos mais relacionados com a natureza, a gastronomia, vinhos, saúde e bem-estar e náutico”, salientou. 

Para o presidente do TPNP, projetos como a criação da marca “«Termas do Porto e Norte de Portugal», a «Rota dos Vinhos e do Enoturismo do Porto e Norte de Portugal» ou a aposta no turismo industrial, foram apresentados como trunfos competitivos para o posicionamento do território, tendo em conta o «novo» turista”. 

De futuro, a entidade assume que continuará a “promover a digitalização da oferta, a acelerar produtos de nova procura, a estimular a dinâmica do território com eventos turísticos e a lutar pela reposição da conetividade aérea, nomeadamente com os seus 10 mercados estratégicos”. 

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal