PUB
Recheio 2024 Institucional

Três alunos de escola no Porto disputarão final europeia de concurso de Ciência

Três alunos de escola no Porto disputarão final europeia de concurso de Ciência

Portugal vai fazer-se representar na final do concurso EUCYS – European Union Contest for Young Scientists, entre quarta e sexta-feira (13 e 15 de setembro), na capital da Bélgica, Bruxelas. A “dar a cara” pelas cores nacionais estarão três alunos portuenses, que frequentam o ensino secundário do Colégio Luso-Francês.

Inês, Afonso e Mário. Assim se chamam os três jovens “génios” que, mais uma vez, se destacam pela sua inteligência e criatividade. Recorde-se que os grandes palcos não são propriamente uma novidade para os alunos em questão, até porque, em junho, já tinham saído vitoriosos do Concurso Nacional de Jovens Cientistas e Investigadores, levado a cabo pela Fundação da Juventude.

“Mas o que é que está na base de todas essas distinções?”. Provavelmente, será a questão que todos se colocam, à qual a resposta é simples. Simples, quer dizer, para quem tem a arte e o engenho de fazer com que o complicado seja uma realidade palpável, como é o caso dos três estudantes do Colégio Luso-Francês.

Tal como refere o portal de notícias da Câmara do Porto, os alunos “desenvolveram uma investigação baseada na produção de seda de teia de aranha com capacidade de regenerar tecido ósseo, usando uma bactéria marinha, a Rhodovulum sulfidophilum”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Através da ideia desenvolvida pelos jovens estudantes, pretende-se combater um problema de saúde que a tantos diz respeito, a osteoporose. De acordo com os cientistas portuenses, a doença advém “do aumento da longevidade da população humana e, por outro, de estilos de vida cada vez mais sedentários”. (via Porto. ).

O trabalho levado a cabo por Inês, Afonso e Mário, contou com a orientação da professora Rita Rocha, assim como com o apoio do 3B’s Research Group.

Foto: DR / Porto.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz