PUB
Recheio 2024 Institucional

Trabalhadores podem rejeitar duodécimos até sábado

Trabalhadores podem rejeitar duodécimos até sábado

Metade do subsídio de férias continua a ser paga antes do período de gozo de férias e metade do subsídio de Natal continua a ser paga até 15 de dezembro. No entanto, quem quer manter o regime de pagamento de subsídios que tem habitualmente terá de informar a empresa da recusa dos duodécimos. Nestes casos, aplicam-se “as cláusulas de instrumento de regulamentação coletiva de trabalho e de contrato de trabalho que disponham em sentido diferente ou, na sua ausência, o previsto no Código do Trabalho”. Recorde-se, porém, que esta lei não se aplica a quem antes da entrada em vigor da mesma beneficiava de um regime de pagamento antecipado dos subsídios, como é o caso dos bancários, que recebem o subsídio de férias em janeiro e o subsídio de Natal em novembro. O pagamento de metade dos subsídios em duodécimos aplica-se aos trabalhadores do setor privado e foi criado com o objetivo de mitigar o “enorme aumento de impostos” que entrou em vigor em janeiro deste ano. No entanto, a demora legislativa deste diploma não permitiu que os salários de janeiro beneficiassem do duodécimo. O Governo decidiu então dar às empresas a possibilidade de aplicar, durante este mês, as tabelas de IRS de 2012. De acordo com os cálculos das consultoras, para salários brutos superiores a 2.700 euros o recebimento dos subsídios em duodécimos não evita o aumento da carga fiscal.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem