PUB
PD-Bairro Feliz

Tenho alergia ao pólen: e agora?

Tenho alergia ao pólen: e agora?

A primavera é uma estação florida e encantadora, mas para quem sofre de alergia ao pólen, pode ser um período de grande desconforto. Espirros, tosse, coceira nos olhos e nariz são alguns dos sintomas que podem afetar a qualidade de vida.

É claro que nunca evitamos constipações a 100%. No entanto, com algumas medidas simples, é possível minimizar o impacto da alergia e aproveitar a primavera em toda a sua plenitude.

Posto isto, vamos dar-lhe algumas dicas, que podem ser bastante úteis nesta “luta” contra os pólens!

Mantenha-se informado

É possível que nunca tenha ouvido falar disso, mas existem boletins informativos e aplicações de telemóvel que dão conta dos níveis de pólen no ar. Na Rede Portuguesa de Aerobiologia, pode encontrar muitas informações úteis sobre isso.

Assim sendo, se sofrer de alergias, procure evitar atividades ao ar livre, principalmente ao fim da manhã e ao fim da tarde, em dias de elevada concentração de pólen.

É claro que nunca é possível controlar a 100% questões como esta, mas a aplicação ajuda-o a saber as zonas mais críticas.

Proteja-se e previna-se

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“Quando saí de casa, estava muito calor, depois ficou frio”. Eis uma frase que é dita várias vezes, quando começa a chegar o bom tempo. Isto porque as oscilações térmicas são particularmente elevadas, nesta época. Assim sendo, quando sair de casa, vá sempre preparado para os dois extremos: frio e calor.

Para além disso, em casa, nos dias de maior concentração de pólen, poderá optar por abrir menos as janelas, de forma a que o mesmo não entre. Estamos sempre sujeitos a este tipo de alergias, mas quanto mais precauções, menor a probabilidade de sentirmos desconforto.

Cuide da sua higiene

É muito importante lavar o rosto e as mãos com frequência para remover o pólen que se possa ter depositado na pele. Evite, ainda, coçar os olhos e o nariz, pois pode piorar os sintomas. Tratam-se de zonas sensíveis, pelo que deve evitar ceder ao instinto de coçar.

Consulte um médico

Esperemos que não seja preciso chegar a este ponto, mas se os sintomas da alergia forem graves, consulte um médico para obter um diagnóstico preciso e tratamento adequado. Para muita gente, a primavera consegue ser uma altura complicada, em termos de alergias, pelo que às vezes mais vale prevenir o quanto antes.

Estas são só algumas dicas, sendo que todos os casos são diferentes e cada organismo é distinto um do outro. Ainda assim, para além do que foi referido, é benéfico manter-se hidratado para aliviar o muco e congestão nasal, bem como ingerir alimentos ricos em vitamina C, que fortalecem o sistema imunológico.

Fotografia: Pexels

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem