PUB
CMPorto

TAP reabre venda de voos para dias de greve

Um dia depois do Governo ter decretado uma requisição civil para o período de paralisação, a companhia aérea portuguesa reabriu a venda de voos para os quatro dias de greve e admite aceitar alterações de acordo com as disponibilidades dos voos.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Fonte oficial da TAP declarou à agência Lusa que, no cumprimento da requisição decretada pelo Governo aos trabalhadores da TAP para os quatro dias de greve marcada, de 27 a 30 de dezembro, “os serviços da TAP estão a desenvolver todas as ações necessárias à garantia da realização dos voos programados” para aqueles dias.
“Desta forma, estão reabertas as vendas para os voos do período referido, podendo ser aceites alterações de acordo com as disponibilidades dos voos”, reforçou.
A requisição civil aprovada na quinta-feira pelo Conselho de Ministros abrange cerca de 70% dos trabalhadores da TAP, o que garante, de acordo com o ministro da Economia, Pires de Lima, a realização dos 1.141 voos programados para os dias 27, 28, 29 e 30 de dezembro.
“Temos a legítima expectativa como Governo (…) de que esta requisição seja respeitada e tiraremos as devidas consequências de qualquer desrespeito que eventualmente se viesse a fazer relativamente a esta decisão”, declarou o governante.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem