CIN

STCP tem em circulação mais 21 autocarros movidos a gás natural

STCP tem em circulação mais 21 autocarros movidos a gás natural

A frota da STCP – Sociedade de Transportes Colectivos do Porto está cada vez mais “verde”: desde março que estão em circulação mais 21 autocarros movidos a gás natural comprimido.

Estas 21 novas viaturas são as primeiras a entrar em circulação de um lote de 86 adquiridas ao abrigo do II aviso do PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), adianta a STCP.

Este programa “permitirá à STCP substituir veículos em fim de vida, com mais de 16 anos, bem como prestar um serviço mais eficiente, em termos económicos e ambientais, e reduzir significativamente as emissões de carbono”.

Os restantes 60 autocarros movidos a gás natural comprimido serão colocados em circulação “até outubro de 2021”, sendo que 77% destes veículos têm como característica diferenciadora o piso totalmente rebaixado.

O programa PO SEUR inclui ainda a aquisição de mais cinco autocarros 100% elétricos, com autonomia para 350 km, que entram em operação também em outubro de 2021.

“No final do ano, quando o processo de renovação de frota ficar concluído, a maior operadora de transportes públicos da AMP – Área Metropolitana do Porto terá em operação 274 novas viaturas, movidas a gás natural e elétricas”, destaca a STCP.

De acordo com a empresa, “o ‘mix’ energético da frota, que contabiliza 420 autocarros, será composto por 79% CNG, 5% eletricidade e 16% diesel”.

A renovação da frota da STCP teve início em 2017, com um primeiro concurso para aquisição de viaturas, cuja entrega ficou concluída a 31 de dezembro de 2020.

Esse primeiro lote, que também resultou de uma candidatura ao PO SEUR, contemplava 173 viaturas movidas a gás natural comprimido e 15 viaturas 100% elétricas.

Incluía ainda a instalação de postos de carregamento para veículos elétricos, na Estação de Recolha de Francos, e a implementação de novos postos de abastecimento a gás, na Estação de Recolha da Via Norte, já aberto ao público, e que “é a maior estação de L-CNG da Europa, em termos de capacidade (armazenagem de Gás Natural Liquefeito e Gaseificação)”, destaca a empresa.

“Como resultado da renovação da frota, a STCP tem vindo a reduzir significativamente as emissões de CO2 dos seus veículos. Menos 2 mil toneladas de emissões de CO2 foram propagadas em 2020, comparativamente a 2019”, aponta.

Para esta redução terá contribuído a substituição de viaturas antigas por novas a gás natural e elétricas e um menor consumo de combustível, graças à diminuição do trânsito que ocorreu no ano passado.

A STCP estima ainda que a eletricidade, proveniente apenas de fontes renováveis, utilizada na operação e nas instalações da empresa, tenha evitado a emissão de 1.125 toneladas CO2 também no ano passado.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/o-melhor-do-alentejo-na-sua-mesa-de-pascoa/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=080321-ta5&utm_campaign=sabebem60

Viva! no Instagram. Siga-nos.