Santander Escolhas 1

Sonoridades brasileiras e africanas na 3.ª edição do FIGaia

Sonoridades brasileiras e africanas na 3.ª edição do FIGaia

O Auditório Municipal de Gaia é o cenário escolhido para a expressão da canção em português de outros continentes. Assim, nos dias 14 e 18 de setembro, pelas 21 horas, Tiganá Santana e Lura levam à terceira edição do Fórum Internacional de Gaia (FIGaia) os sons tipicamente brasileiros e africanos, numa celebração das tradições musicais que unem os distintos povos do mundo lusófono.

Tiganá Santana, um dos grandes talentos da música brasileira, é natural de Salvador da Baía e considera-se um aprendiz de mestres universais como João Gilberto, Dorival Caymmi, Cole Porter, Pixinguinha e Ali Farka Touré, indica o comunicado enviado à VIVA!. O artista sobe ao palco a 14 de setembro para “um concerto que expressa a aventura e a experiência humanas” e “desvenda um compositor genial em temas que percorrem as memórias e as paisagens da herança afro-brasileira”.

Quatro dias depois, será a vez de Lura, que carrega na voz a força das raízes crioulas e um talento que a sublinha como uma das mais reconhecidas cantoras africanas, fazer ecoar a sua canção.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sinta-o-natal-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem70&utm_campaign=sabebemfazbem