Revista Sabe Bem 70 - PD

Setor hoteleiro do Porto e Norte com “reservas interessantes” para maio

Setor hoteleiro do Porto e Norte com “reservas interessantes” para maio

O setor hoteleiro já está a começar a retoma na região Norte, revelou o presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), que na segunda-feira acompanhou a presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro, numa iniciativa num restaurante de Leça da Palmeira, que assinalou a entrada do setor da restauração na terceira fase do plano de desconfinamento traçado pelo Governo.

“Já há reservas. Já começam a surgir reservas, para maio, nomeadamente, já há muitas reservas. A falar com operadores e a falar com hoteleiros, temos o mês de maio já com reservas interessantes. Alguns [hotéis] já a rondar os 30% a 40%, e se formos para o mês de junho já acima dos 50%”, disse à Lusa Luís Pedro Martins.

A TPNP está já a trabalhar para evitar que se repita o que aconteceu no verão de 2020, quando a maioria das reservas foi para unidades localizadas fora das cidades.

“O que nós queremos é contrariar o que aconteceu no ano passado, em que as grandes cidades tiveram uma perda muito grande e nós  queremos comunicar mais as grandes cidade, apresentando argumentos aos turistas de que as nossas grandes cidades estão ainda muito longe do que se passa noutras cidades como Barcelona, Paris ou Londres ou outras, com as quais se faz comparação”, explicou o presidente do TPNP, citado pelo Publituris.

De acordo com Luís Pedro Martins, a TPNP vai voltar a promover campanhas para o mercado nacional.

“Vamos novamente estar a fazer campanhas para em primeiro lugar para os turistas nacionais. Depois fazer o ataque ao nosso primeiro mercado emissor que é Espanha e, os outros de proximidade, França, Alemanha, Reino Unido e Países Baixos”, adiantou.

Apesar de lamentar a ausência dos mercados internacionais, Luís Pedro Martins considera que a abertura recente dos mercados do Reino Unido, EUA e Brasil é um passo positivo, que permite acreditar que se possa vir já a ter “alguns resultados interessantes”, porque são mercados muitos importantes para o Douro e para as empresas que operam do Rio Douro.

“O Douro tem já muitos pedidos de reserva e que até escolheram o Douro em detrimento do Danúbio ou do Reno. Mas para isso é preciso que possam viajar para cá”, disse o responsável.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal