PUB
Recheio 2024 Institucional

Segurança no “queimódromo” nas prioridades de Rúben Alves

Segurança no “queimódromo” nas prioridades de Rúben Alves
O único candidato à direção da FAP (e atual presidente da entidade) sublinhou que o reforço da segurança no “queimódromo” será uma das prioridades do próximo mandato.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Rúben Alves, que encabeça a única lista candidata à direção da Federação Académica do Porto (FAP) nas eleições desta terça-feira para o mandato de 2014, defendeu que as questões de segurança na Queima das Fitas do Porto continuarão a ser um dos objetivos da organização para o próximo ano. “Naquilo que depender de nós, organizaremos a Queima das Fitas com a dedicação que a FAP tem tido em relação às questões de segurança, que, este ano, estiveram tão presentes”, sublinhou, referindo-se ao estudante baleado em maio no “queimódromo”. O atual presidente da entidade afirmou não pretender que a sua lista seja “conservadora ou imobilista e que apenas repita o que fez” em 2013, explicando ter “a motivação necessária para perceber o que correu menos bem e corrigir o que puder ser corrigido para que os resultados sejam superiores”.
O responsável destacou ainda a importância do próximo ano “na vida do país, do Ensino Superior e, particularmente, na Academia do Porto”, por se comemorarem, respetivamente, “os 40 anos do 25 de Abril, os 45 anos da crise académica de 69 e os 25 anos da FAP”. A lista de Rúben Alves incluiu as candidaturas de João Pereira, à tesouraria, Daniel Freitas e Paulo Neto, à vice-presidência, Marta Nunes, à secretaria-geral, Joana Magalhães, Margarida Cruz, Nuno Loureiro e Paulo Malta a vogais.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce