Recheio 2023

Segunda linha de metro de Gaia e Linha BRT Boavista – Império estão em consulta pública

Segunda linha de metro de Gaia e Linha BRT Boavista – Império estão em consulta pública

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o “documento estratégico onde estão plasmadas reformas estruturais fundamentais para assegurar a saída da crise pandémica e garantir um futuro resiliente para Portugal”, já está em consulta pública.

O documento contempla projetos de melhoria dos sistemas de transporte coletivo, inclusive a expansão da rede de Metro do Porto, entre a Casa da Música e Santo Ovídio, com 299 milhões de euros, e a Linha BRT Boavista – Império, um investimento de 83 milhões de euros.

“Com o objetivo de expandir a cobertura territorial do sistema de metro da Área Metropolitana do Porto e reduzir os problemas de congestionamento do eixo Porto – Vila Nova de Gaia, pretende-se com este investimento, cuja execução será levada a cabo pela Metro do Porto, SA, expandir a rede do Metro do Porto, com a construção de uma nova linha com uma extensão de 6,74 km em via dupla, contribuindo para a descarbonização e para apoiar a transição energética no setor da mobilidade, promover a utilização de transporte público, promover a coesão económica, social e territorial, mitigar os efeitos económicos e sociais da crise pandémica e criar emprego”, lê-se no PRR.
Esta linha deverá desenvolver-se “entre a estação Boavista/Casa da Música da linha G (linha rosa entre Liberdade/S. Bento e Boavista/Casa da Música), no Porto, e uma nova estação a construir em Santo Ovídio (interface com a linha amarela), em Vila Nova de Gaia”.

Seguindo indica o documento, esta linha irá desenvolver-se em túnel, à superfície, em ponte sobre o rio Douro e em viaduto.

A nova linha entre Casa da Música e Santo Ovídio irá abranger oito estações: Boavista/Casa da Música (subterrânea, estrutura a construir/construída na empreitada da linha circular); Campo Alegre (subterrânea); Arrábida (subterrânea); Candal (superfície); VL8/Rotunda (superfície – eventualmente desnivelada); Devesas (subterrânea); Soares dos Reis (subterrânea); Santo Ovídio (subterrânea).

Linha BRT Boavista – Império

A Linha BRT Boavista – Império consiste numa nova linha de Transporte Público em Sítio Próprio, num investimento de 83 milhões de euros.

“A implementação do Passe Único na AMP [Área Metropolitana do Porto] e a crescente dinâmica económica e turística da cidade do Porto vieram criar um acréscimo de procura aos meios de transporte já instalados, o que acrescenta uma maior pressão sobre o sistema de transportes, justificando um aumento da oferta através da expansão da rede do Metro do Porto”, aponta do documento.

“O investimento proposto, da responsabilidade da Metro do Porto, SA, consiste numa nova linha de Transporte Público em Sítio Próprio, com aproximadamente 3,8 km de extensão, estabelecendo a ligação entre a Praça do Império e a Praça Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista), onde será garantida a articulação com a rede do Metro do Porto e será executada em via exclusiva com estações/paragens de 30 m de comprimento e cais laterais de 3metros de largura”, lê-se ainda.

Esta nova linha servirá uma zona urbana consolidada da cidade, apresentando assim “um elevado potencial de procura, com ganhos significativos de aumento de passageiros para o sistema de transportes coletivos do Porto”. Serão utilizados veículos limpos, com motorização elétrica de bateria ou hidrogénio.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/menu-seleccao-do-chef/menu-dia-dos-namorados-3/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=diadosnamorados&utm_campaign=menudochef