Revista Sabe Bem 70 - PD

Santo Tirso distribui computadores, tablets e internet pelos alunos do concelho

Santo Tirso distribui computadores, tablets e internet pelos alunos do concelho

A Câmara Municipal de Santo Tirso anunciou que vai disponibilizar, a partir de quinta-feira, dia 23 de abril, 200 tablets, 200 computadores portáteis e 400 hotspots (equipamentos de internet móvel) aos alunos do 1.º ao 12.º ano de escolaridade que frequentem os quatro agrupamentos de escolas do município e a Escola da Ponte.

O material informático vai ser distribuído, a partir de quinta-feira, pelos agrupamentos de escolas Tomaz Pelayo, D. Afonso Henriques, D. Dinis e S. Martinho e ainda pela Escola da Ponte, “em face do levantamento das necessidades feito por cada um dos agrupamentos”.

A medida, que representa um investimento de cerca de 155 mil euros, abrange todos os graus de ensino, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade, e visa “criar condições de equidade no acesso ao ensino dos alunos que frequentam os estabelecimentos escolares do Município de Santo Tirso, uma vez que o Governo decidiu terminar o terceiro período do ano letivo com recurso ao ensino à distância, para prevenir o contágio pelo novo coronavírus”, refere a autarquia.

“À semelhança do que tem feito noutras frentes de combate à Covid-19, a Câmara Municipal não podia ficar indiferente aos desafios e aos constrangimentos que se colocam aos alunos, aos professores, aos encarregados de educação e às escolas no terceiro período de aulas, por força do regime à distância que irá vigorar até ao final do ano letivo”, afirma Alberto Costa, acrescentando que “Todos os alunos devem ser tratados por igual e ter os mesmos direitos e condições de acesso ao ensino, razão pela qual decidimos, em articulação com os agrupamentos de escolas do Município, disponibilizar os meios necessários para que a comunidade escolar sinta o menos possível o impacto das restrições causadas pela Covid-19”.

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso sublinha que “a boa articulação e o diálogo estabelecido com os coordenadores dos agrupamentos de escolas permitiram colocar rapidamente no terreno uma medida com grande alcance social, dirigida, em boa parte, aos alunos em maior vulnerabilidade socioeconómica”.

Para Alberto Costa, “a Câmara Municipal tudo tem estado a fazer para, por um lado, dar resposta ao exigente problema de saúde pública existente em Santo Tirso e no País, com medidas preventivas para fazer face a qualquer emergência, e, por outro, lançar um conjunto de apoios dirigidos à população em geral, ao tecido empresarial e institucional e aos setores considerados fundamentais para a vida da comunidade, como é o caso da Educação”.

PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/premio-literatura-infantil/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=pli