PUB
Philips S9000

Sabe que tipo de vizinho é? Veja estas 5 categorias

Sabe que tipo de vizinho é? Veja estas 5 categorias

Para aqueles que vivem em moradias pode não ser tão comum ter contacto com os vizinhos, mas para os que habitam em prédios não há como «escapar» a esta «espécie». Seja no elevador, à porta de casa ou na garagem é provável que se vá cruzando com os seus.

A verdade é que quer se queira ou não, vizinhos há muitos e para todos os gostos. Há quem faça belas amizades ou quem nem os possa ver. Para que a convivência seja saudável entre todos torna-se importante perceber o perfil de cada vizinho.

A pensar em todos os que pretendem ter bons vizinhos na hora de alugar ou comprar uma casa, a Spotahome, marketplace de arrendamento de casas, define cinco perfis que se podem encontrar na porta ao lado:

Vizinho invisível – este vizinho quase parece um mito do prédio. O vizinho invisível é, como o nome indica, aquele que nunca é visto, embora se saiba que existe e que vive no apartamento ao lado. Para quem gosta de silêncio, este é o melhor vizinho para se ter, mas não há garantias que lhe empreste alguma coisa que possa precisar;

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Vizinho da arca de Noé – há sempre um vizinho cujo apartamento vira arca de Noé. Apaixonado por animais, este vizinho acolhe qualquer um. Gatos e cães, mas também há pássaros, coelhos, hamsters, peixes e outros tantos a completar o condomínio com alguns sons especiais. Para quem gosta de animais, este é um vizinho de sonho, já para quem não gosta, é melhor evitar;

Vizinho construtor – há sempre um vizinho que, de tempo em tempos, se lembra de mudar o apartamento. Seja para mudar móveis, pintar paredes ou criar um mural de fotografias, o barulho das obras é uma constante no apartamento deste vizinho. Este é, sem dúvida, um dos tipos mais barulhentos, mas se houver dúvidas no que toca arquitetura e decoração, é também uma ótima ajuda;

Vizinho masterchef – a este vizinho não falta sal, especiarias de todo o tipo e, acima de tudo, mão para a cozinha. Este é o responsável por inundar o prédio de cheiro a petiscos e todos os dias o menu deixa água na boca. É um bom vizinho para se ter e, se convidar para almoçar ou jantar, melhor;

Vizinho festivaleiro – há vizinhos para quem a festa não tem dia nem hora marcadas. Música alta, risos e sons de pés a dançar com vontade são os melhores amigos destes vizinhos que não se coíbem de transformar o seu apartamento num festival. Todos os que não conseguirem combater estes vizinhos, o melhor será juntarem-se a eles.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce