PUB
CMPorto

Rui Moreira preocupado com atraso na aprovação dos fundos comunitários

Rui Moreira preocupado com atraso na aprovação dos fundos comunitários
O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, mostrou preocupação com a morosidade da aprovação de fundos comunitários, dos quais a autarquia espera receber 168 milhões de euros para um investimento de 263 milhões de euros.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

As contas fazem parte do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano do Porto (PEDU), entregue em setembro à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte (CCDR-N) com vista à elaboração de candidaturas ao Portugal 2020 e apresentado em reunião camarária “para informação” do executivo.
O autarca esclareceu que o documento é uma síntese “das grandes prioridades do executivo” e que as candidaturas vão “continuar a ser avaliadas”, pelo que o processo “continua adiado para as calendas”.
O autarca notou que sabe que existem projetos no PEDU que poderão não ser candidatáveis a fundos estruturais, mas destacou o trabalho que fica feito em termos de identificação das necessidades da cidade nas áreas da mobilidade, regeneração urbana e comunidades desfavorecidas.
Da lista de “Intervenções programadas” no PEDU fazem parte o terminal intermodal de Campanhã (6,8 milhões de euros de investimento público/5,7 milhões de FEDER), a Reconversão do antigo Matadouro (10,4 milhões de investimento público/8,9 milhões de FEDER), a Reabilitação do Cinema Batalha e do Coliseu do Porto (2,5 milhões de investimento privado e 495 mil euros, respetivamente), entre outros projetos para a cidade.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem