PUB
Recheio 2024 Institucional

Reitor da U.Porto pede que se evitem “maldades” feitas às universidades

Reitor da U.Porto pede que se evitem

“É preciso que tenham atenção de que há limites até onde se pode esticar a corda. A corda rebenta caso se estique muito e pode morrer tudo”, referiu, à margem da cerimónia de receção dos novos estudantes da U.Porto, realizada no Palácio de Cristal. Para o responsável, “é importante que se destrince o que é possível cortar e o que é possível não cortar, o que é possível apoiar para que o país se desenvolva”, defendendo que Portugal “precisa das universidades”. O reitor da U.Porto pediu, assim, que não se “exagere” nas “maldades que se fazem às universidades”. “Compreendemos a necessidade do esforço de redução de custos, temo-lo feito, ao mesmo tempo temos conseguido gerar receitas próprias em quantidade superior e temos cumprido os nossos objetivos”, assegurou, solicitando que não “cortem as pernas” ao estabelecimento de ensino superior.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem