PUB
CMPorto

Regresso às aulas custa mais do que um salário mínimo

Regresso às aulas custa mais do que um salário mínimo
Este ano, o regresso às aulas pode custar, em média, 525 euros às famílias portuguesas.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A despesa das famílias portuguesas com o regresso às aulas supera, em média, o valor do salário mínimo nacional, ao atingir os 525 euros, de acordo com um estudo que aponta para mais despesa e preocupações de poupança. Se, em 2010, a média da fatura paga foi de 499 euros, no ano passado, subiu para 507 euros e agora deverá atingir os 525 euros (mais 40 euros do valor do salário mínimo nacional). A conclusão é de uma investigação da Nielson, empresa de estudo de mercado que realizou, este verão, 600 entrevistas telefónicas. O inquérito demonstrou ainda que os pais pretendem diminuir o valor gasto semanalmente com os alunos, passando de uma média de 23 euros (em 2012) para 18 euros.
De sublinhar que a fatura dos manuais escolares para alguns níveis de ensino chega aos 300 euros, situação que levou muitas associações de pais a alertarem para o risco de haver alunos a começar o ano sem livros.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile