RECHEIO 50 ANOS

Regionalização: Autarcas do Norte defendem referendo após eleições legislativas

Regionalização: Autarcas do Norte defendem referendo após eleições legislativas

Autarcas, comunidades intermunicipais, universidades e associações da região Norte estiveram reunidos em Bragança, no sábado, para discutir a regionalização. Do encontro resultou um memorando que propõe um referendo à regionalização e que apela aos partidos para avançar com a consulta popular depois das eleições legislativas.

O debate contou com a participação do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, do presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, da presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, do presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, do presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, do presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, e também de representantes das comunidades intermunicipais do Alto Minho, Alto Tâmega, Ave, Cávado, Douro, Tâmega e Sousa e Terras de Trás-os-Montes e da Área Metropolitana do Porto, de universidades e associações comerciais e industriais.

Do encontro, que reuniu cerca de cem personalidades, saiu um Memorando de Entendimento que será agora apresentado às outras regiões do país.

Segundo avança o portal de notícias da Câmara do Porto, os subscritores destacam que “uma vez demonstrada a ineficácia do modelo centralista no combate à desertificação do interior e das periferias, assim como na promoção da correção de assimetrias e da coesão territorial (…) é tempo de introduzir um modelo de organização administrativa que respeite as diferenças, que valorize o que é endógeno, que tenha as condições necessárias para corrigir erros passados e promover discriminação positiva e que tenha a força que a legitimação pelo voto lhe empresta”.

Assim, os participantes do debate defendem um novo referendo à regionalização e desafiam os partidos políticos que se apresentam às eleições legislativas de 7 de outubro a garantir que irão convocar um referendo, na próxima legislatura, para que os portugueses se pronunciem sobre o tema.

O objetivo é dividir o país em cinco regiões administrativas: Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo e Algarve.

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal