Sogrape

Os recordes que Cristiano Ronaldo pode bater no Euro 2020

Os recordes que Cristiano Ronaldo pode bater no Euro 2020

Em 2016, o capitão da nossa seleção nacional ajudou o país a fazer história, com a conquista de um Campeonato Europeu. Agora em 2021, chegou o Euro 2020 e com ele abriram-se as portas de mais recordes para o Cristiano Ronaldo. Ao longo da sua carreira, o avançado português, vencedor de 5 Bolas de Ouro, habituou-nos a bater recordes e, aos 36 anos, não mostra sinais de abrandar. CR7 tem vindo a acumular uma interminável lista de recordes, porém ainda faltam alguns por conquistar. A ambição de Cristiano Ronaldo já lhe é amplamente conhecida, ele quer sempre mais e melhor, e desde cedo que quis alcançar muitas conquistas por Portugal.

Recordes Alcançados em Edições Anteriores

Registo do Cristiano Ronaldo em fases finais do EURO antes do início do Euro 2020

O capitão, enquanto tem representado a seleção nacional no Campeonato Europeu, para além do maior título coletivo, é detentor das seguintes conquistas individuais:

· Único jogador a marcar três golos em fases finais diferentes (2012 e 2016)

· Mais fases finais: 4 (em igualdade com outros 16 jogadores)

· Mais fases finais a marcar: 4

· Mais jogos a marcar: 7

· Mais golos em fases finais: 9 (em igualdade com Michel Platini)

· Mais jogos em fases finais: 21

· Mais golos, incluindo fases de qualificação: 40

Records que Pode Alcançar no Euro 2020

Uma coisa que o Euro 2020 traz além de muita emoção é também um aumento no número de apostas relativas aos resultados dos jogos, melhores marcadores, etc. Este mercado de apostas, aliás, tem vindo a crescer nos últimos anos, oferecendo cada vez mais possibilidades de apostas. Nesse sentido, apostar no Euro 2020 tem ainda mais possibilidades considerando os records que Cristiano Ronaldo pode alcançar e que como se sabe trabalha arduamente para os conseguir e daí que a aposta em algumas destas possibilidades seja aliciante. Ficam alguns dos recordes de fases finais do Campeonato Europeu que ainda faltam no palmarés do craque português e que ele pode assinar já durante o Euro 2020:

Mais fases finais

Atualmente Ronaldo divide o pódio desta categoria com mais 16 jogadores que participaram em 4 fases finais. Dos 11 que alcançaram esse número em 2016, ele é o único sobrevivente.

O que precisa: entrar em campo em um jogo. Entretanto já alcançado.

Mais golos

Esta categoria estava-lhe destinada desde o dia 1. O primeiro golo de Ronaldo ao serviço de Portugal ocorreu na sua estreia no EURO.

Atualmente conta com 9 golos marcados, os mesmos que Michel Platini, cujos golos foram todos apontados no EURO ‘84. É possível que a inimizade de Platini para Ronaldo advenha de ele não querer ver o seu recorde ser ultrapassado.

O que precisa: mais um golo. Entretanto já alcançado.

Mais jogos (incluindo qualificação)

Atualmente o recorde está com Gianluigi Buffon com 58 jogos, incluindo qualificações e fases finais, enquanto Ronaldo tem 56.

O que precisa: mais dois jogos para igualar, mais três para ultrapassar.

Mais golos num só jogo

Ronaldo fez pelo menos um hat-trick 9 vezes por Portugal, mas nunca numa fase final do EURO.

Nesta categoria existem 7 jogadores com esse feito.

O que precisa: marcar três golos em um jogo, de preferência dois.

Jogador mais velho a marcar numa final

O recorde atual, alcançado em 1976, pertence a Bernd Hölzenbein que marcou com 30 anos e 103 dias numa final da competição.

Ronaldo terá 36 anos e 158 dias a 11 de julho, data da final desta edição.

O que precisa: marcar um golo na final.

Vencedores mais de uma vez como capitão

Se Ronaldo envergar a braçadeira de capitão na final e se Portugal vencer, junta-te a Iker Casillas com 2 títulos como capitão.

O que precisa: capitanear a equipa nacional e vencer o EURO.

Existe ainda um record muito desejado por Ronaldo que pode ser quebrado durante o EURO, mas que não está relacionado com esta competição, que é o número de golos totais pela seleção:

Melhor marcador de sempre pela respetiva equipa nacional

Ronaldo iniciou esta fase final do Euro 2020 com 103 golos marcados pela equipa das quinas. Entretanto, marcou um golo contra Israel nos jogos de preparação, perfazendo 104 e está em 2º lugar destacado nesta categoria.

O que precisa: marcar 5 golos para igualar, ou 6 para superar. Entretanto já são menos os golos necessários para alcançar este marco.

A ambição de Ronaldo pode prejudicar Portugal?

Será que Ronaldo irá estar mais focado nos recordes pessoais ou no coletivo? Ronaldo e a restante equipa fizeram história ao conquistar o troféu do Campeonato da Europa por Portugal pela 1ª vez, como ele sempre quis:

Segundo palavras do próprio, ainda a viver os momentos da conquista, “este é o momento mais feliz da minha vida, já chorei três ou quatro vezes, de verdade, mesmo do coração, juro pelo meu filho”:

E voltou a reforçar isso este ano, dizendo que o título do Euro 2016 “foi o mais importante” que conquistou na carreira. É assumido que ele trabalha sempre para ser o melhor, mas que “não persegue recordes, os recordes é que o perseguem”!

Do seu ponto de vista, se ele for o melhor jogador a nível individual, vai ajudar o mais possível a equipa também. Ao ser o melhor, ele e os seus colegas, os títulos coletivos virão naturalmente.

Fernando Santos é da mesma opinião, de que os recordes pessoais de Ronaldo não influenciam negativamente a equipa. Em declarações diz que “nunca me lembro de o Cristiano não estar condicionado para marcar golos. Conheço-o desde os 18 anos e ele sempre foi condicionado nesse aspeto, porque a carreira dele foi feita a pensar no golo”.

No entanto, ressalva que “nunca deixou de jogar para a equipa” e relembra que “no Euro’2016 era óbvio que queria marcar muitos golos, mas não deixou de ser um grande jogador de equipa”.

Conclusão

O futebolista está a conquistar tudo aquilo a que tem direito depois de tantos anos de trabalho, sacrifícios, dedicação, perseverança e ambição sempre com um pensamento em mente: ser o melhor! Não há dúvidas de que Cristiano Ronaldo é fruto de muito trabalho e de muito talento, mas há outro fator que completa o tripé: a mentalidade.

Todas as entrevistas de pessoas que o conhecem, quando questionadas sobre Ronaldo, frisam que ele é muito acima da média no que toca à mentalidade. É isso que o torna um profissional de excelência, e os recordes são consequência de um trabalho bem feito. A mentalidade dele transformou-o num astro do futebol mundial, porque o permitiu fazer o que mais ninguém teve coragem de fazer. Como diz Fernando Santos: o Cristiano Ronaldo é uma máquina!

Artigo patrocinado
Fotografia: Reuters

Viva! no Instagram. Siga-nos.