PUB
Junta da Galiza

Quinta da Gruta

Quinta da Gruta
Educação, aventura e lazer de mãos dadas na Maia

De portas abertas desde julho de 2001, o Complexo de Educação Ambiental da Quinta da Gruta (CEAQG), situado na Maia, nasceu da necessidade de dar resposta a uma lacuna, “sentida a nível regional”, em termos de infraestruturas construídas de raiz com vista ao desenvolvimento de atividades de consciencialização ambiental. Inicialmente adquirida pela autarquia maiata para a construção de uma escola preparatória, a referida quinta acabou por revelar-se o local ideal para a criação de uma estrutura inteiramente dedicada às vertentes pedagógica e de lazer. E neste espaço, com uma área total de 22 mil metros quadrados (cuja ampliação já está a ser preparada), os visitantes, de diferentes idades, têm oportunidade de participar nas mais diversas atividades promovidas no âmbito do Plano de Educação Ambiental do município. Assim, tal como explicou Marta Campos Moreira, responsável pelo Complexo, os cidadãos encontram na Quinta da Gruta “um local de lazer e aprendizagem, onde a condição pedagógica, associada à compreensão da natureza, preservação e defesa do meio ambiente, está sempre presente”.

quinta_da_gruta5O equipamento é constituído por um Palacete (cuja construção remonta ao início do século XX), onde se situa o Centro de Documentação, “enriquecido ao longo dos últimos anos com um vasto e importante espólio de livros e documentos técnicos relacionados com a temática ambiental”. Noutro edifício funciona a Escola de Educação Ambiental, assim como dois laboratórios, cozinha com forno de lenha, auditório, sala de ateliês e de reuniões, a loja da Quinta e boxes para os animais, havendo também uma vasta área exterior dedicada à agricultura biológica e um parque infantil. Com este complexo, a autarquia pretendeu devolver à população “o espaço natural perdido ou esquecido”, dotando-o de equipamentos de apoio a múltiplas atividades e circuitos pedagógicos temáticos, com uma envolvente exterior “adaptada a tarefas tradicionais de uma quinta agrícola, com áreas de cultivo e produção, bem como de criação de animais de pequeno porte”, frisou a responsável.

Refletir sobre o impacto do desenvolvimento humano no meio ambiente

Palco de iniciativas orientadas para os três grandes públicos do Plano de Educação Ambiental – escolas, seniores e famílias – o CEAQG visa “sensibilizar os visitantes para as temáticas ambientais, com particular destaque para os resíduos, água, energia, conservação da natureza e património cultural”, promover ações “na natureza”, funcionar como “centro demonstrativo e multiplicador, ministrando atividades teóricas e práticas no local”, disponibilizar informações à população, através da sua biblioteca e videoteca, e ainda “organizar eventos e encontros de especialistas na área ambiental”. Em declarações à Viva, Marta Campos Moreira sublinhou que o Complexo de Educação Ambiental da Quinta da Gruta pretende, desta forma, despertar a reflexão e o debate sobre o impacto do desenvolvimento humano e económico no meio ambiente.

quinta_da_gruta1A infraestrutura está aberta à comunidade ao longo de todo o ano, apostando num trabalho que, de acordo com a responsável, terá resultados a médio/longo prazo, possíveis de monitorizar através dos indicadores de sustentabilidade do concelho da Maia que, aliás, “é já uma referência a nível nacional no que respeita a taxas de separação e reciclagem de resíduos domésticos e industriais”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Ações idealizadas para todas as idades

E uma das mais-valias do Plano de Educação Ambiental é, realçou, o facto de o seu público-alvo não se esgotar na comunidade escolar, contemplando também iniciativas para os mais velhos. “Na Quinta da Gruta, as fronteiras em relação à idade são esbatidas, promovendo-se o convívio intergeracional bem como a partilha de conhecimentos e experiências, valorizando-se as questões ambientais e culturais”, frisou Marta Campos Moreira. Entre as atividades desenvolvidas especificamente para os seniores estão, por exemplo, a “Cozinhando Recordações”, na qual é possível confecionar pão caseiro, compotas, pão com chouriço ou pizza da Quinta, o ateliê de “Propagação de plantas”, de “Bijuteria fina – Mãos à Obra” e a atividade das “Hortas Biológicas”.

quinta_da_gruta4Piscinas receberam mais de 30 mil pessoas durante o verão

Inauguradas em 2008, as piscinas do complexo também já conquistaram os cidadãos, sendo que, ao longo da última época balnear, contabilizaram mais de 30 mil visitantes. E o parque infantil, uma aposta recente do CEAQG, também está a ser “um sucesso entre os mais novos”, com 14 equipamentos distribuídos numa área de 237 metros. “Com um pórtico de baloiço duplo, dois módulos oscilantes, um mola e um balancé, uma estrutura modelar com torre, um escadote, um escorrega inox e um escorrega turbo, duas paredes de escalada, duas redes, uma ponte e um túnel, o Parque infantil das Piscinas do Complexo é palco de aventuras e muita diversão, complementando, assim, os momentos e as brincadeiras na piscina”.

Texto: Mariana Albuquerque     |     Fotos: CEAQG

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem