PUB
Philips S9000

“O dia mais curto” chega a 23 cidades portuguesas

Braga, Barcelos, Almeirim, Lisboa, Porto, Funchal, Santo Tirso, Vila do Conde, Viseu, Tavira, Redondo e Sardoal são algumas das cidades portuguesas que decidiram associar-se ao evento internacional dedicado à exibição de curtas-metragens.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Mais de duas dezenas de cidades portuguesas vão associar-se, este sábado, à iniciativa internacional “O dia mais curto”, um programa de exibição de curtas-metragens agendado para o solstício de inverno. A iniciativa, criada em França, chegará a território luso por ação da Agência da Curta-Metragem, que convidou cineclubes, cineteatros, redes de exibição e bibliotecas a acolherem sessões de curtas-metragens portuguesas.
Em declarações à Lusa, Nuno Rodrigues, da organização, explicou que a ideia é “dar a conhecer as melhores curtas-metragens feitas em Portugal nos últimos anos, permitir que sejam vistas por um maior número possível de espectadores”. Estão, assim, agendadas quase 50 sessões dedicadas à sétima arte em 23 cidades, entre as quais, Braga, Barcelos, Almeirim, Lisboa, Porto, Funchal, Santo Tirso, Vila do Conde, Viseu, Tavira, Redondo e Sardoal.
Da lista de filmes inseridos na programação do evento constam “Gambozinos”, de João Nicolau, “Vichy and Sam”, de Nuno Rocha, “História trágica com final feliz”, de Regina Pessoa, “Viagem a Cabo Verde” e “Passeio de domingo”, de José Miguel Ribeiro, “North Atlantic”, de Bernardo Nascimento, e “Os olhos do farol”, de Pedro Serrazina.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz