RECHEIO 50 ANOS

PSP prevê 2012 “extremamente exigente” para as forças policiais

No plano de atividades para este ano, que só agora se tornou público, as forças policiais perspetivam um elevado nível de exigência para o seu desempenho, considerando que, com a crise económica, a PSP terá de ter “uma resposta de elevada qualidade e eficácia, em especial no combate à criminalidade e na garantia de manutenção da ordem pública e do regular funcionamento das instituições democráticas”.
O documento revela ainda os pontos fracos da força de segurança. O sistema remuneratório e horários de trabalho “complexos”, o envelhecimento do quadro de pessoal, a “elevada mobilidade ao nível dos comandos de esquadra” e a “menor mobilidade inter-comandos dos quadros de pessoal, designadamente ao nível da carreira de chefe e agente”, são algumas das lacunas apontadas pela polícia a nível interno.
Para 2012, a PSP vai continuar a trabalhar com um “amplo conjunto de ações de policiamento urbano, que vão desde o policiamento de proximidade até ao patrulhamento direcionado às áreas urbanas mais marcadas pela prática de incivilidades”.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem