PUB
Junta da Galiza

Projeto de artes marciais no bairro do Cerco vence prémio

Projeto de artes marciais no bairro do Cerco vence prémio

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Numa primeira fase, o “Kicking in – Praticar desporto no bairro!” pretende criar um mega-evento capaz de atrair jovens para integrarem uma futura academia de artes marciais.

O projeto “Kicking in – Praticar desporto no bairro!”, da autoria da Associação para o Desenvolvimento Comunitário do Cerco do Porto (CerPorto) e de Alice Silva, conquistou esta segunda-feira o prémio Pontes para o Futuro, organizado pela Câmara do Porto.
A iniciativa, que competiu com outras três ideias, pretende, numa primeira fase, organizar um “mega-evento” que atraia jovens para participarem na futura academia de artes marciais (idealmente antes do começo do próximo ano letivo) e, de seguida, estabelecer o espaço. Em declarações à Lusa, Alice Silva, praticante de artes marciais e voluntária do projeto Transformers, que envolveu o ensino de ‘kick-boxing’ naquele bairro portuense, explicou que o primeiro passo será o de arranjar “parceiros”, chamando a atenção para esta causa, sendo que, “a partir daí, o céu é o limite”. Segundo referiu Andrea Rocha, da CerPorto, a instituição foi convidada “a apresentar um problema sentido, neste caso o facto de o bairro ser muito fechado” e de os jovens do bairro do Cerco estarem lá e não “saírem para fora” dele, dando-se também o caso de “não [haver] pessoas a entrar”. “O problema é as coisas que se passam no bairro do Cerco saírem para fora. Terem visibilidade, terem projeção. Uma academia de artes marciais parece-nos uma ideia que, quando conseguirmos implementar [de forma] sustentada, poderá ser um polo atrativo para as pessoas irem ao bairro do Cerco praticar artes marciais ou outro tipo de desporto”, frisou.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem