PUB
Junta da Galiza

Programa “Porto Solidário” recebeu 747 candidaturas

Programa “Porto Solidário” recebeu 747 candidaturas

Na 9.ª edição do programa de apoio à renda da Câmara Municipal do Porto, intitulado “Porto Solidário”, cujas candidaturas decorreram entre 19 de janeiro e 15 de fevereiro, foram submetidas 747 candidaturas. Destas, 319 já foram homologadas, 289 já começaram a ser apoiadas e as restantes estão em fase de análise, indicou a autarquia. 

Segundo o Porto., o valor médio do apoio situa-se nos 198,70 euros, válido por um período de 24 meses.  

A análise feita pelo município mostrou que 51% dos beneficiários homologados nesta edição já beneficiou do apoio em edições anteriores do programa, sendo que cerca de 96,6% dos candidatos reside em habitação arrendada e somente 3,4% apresenta encargos com prestação bancária.  

“As freguesias com maior preponderância de famílias que se candidataram foram a União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória (22,5%), Paranhos (21,9%), Campanhã (19,6%) e Bonfim (17,7%)”, lê-se ainda. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

No total, a autarquia portuense já apoiou mais de 3.550 famílias através deste programa de apoio à renda. O investimento foi, até então, de 8.595 milhões de euros. 

Recorde-se que, recentemente, a Câmara Municipal passou para a Domus Social a gestão integral do “Porto Solidário”, que estará, a partir do próximo mês de abril, responsável pelo processamento e pagamento do apoio. 

O programa é dirigido a “agregados familiares que se encontrem em situação de fragilidade económica e, por esse motivo, impossibilitados de cumprir compromissos contratuais, legalmente formalizados, de arrendamento ou de aquisição de habitação”. 

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce