PUB
CIN - Branco Perfeito

Professor da FEUP estuda fenómeno explosivo em estrelas

Professor da FEUP estuda fenómeno explosivo em estrelas

A técnica utilizada na investigação – chamada interferometria – vai, de acordo com o docente, permitir obter informação com uma precisão angular “500 vezes superior” à de um telescópio num dos melhores observatórios do mundo. “Existe outra tecnologia, a óptica adaptativa, que corrige em tempo real a cintilação das estrelas. Mas mesmo assim, a interferometria obtém informação 50 vezes mais precisa angularmente”, sublinhou o autor do estudo publicado na revista “Monthly Notices of the Royal Astronomical Society”. Durante a investigação, Paulo Garcia observou duas estrelas, muito jovens, rodeadas por um disco de poeira e gás, capazes de formar planetas. O fenómeno, que o cientista associa à origem do sistema solar, foi observado através do “Very Large Telescope Interferometer”, considerado um dos mais avançados telescópios do mundo, localizado no Chile, e que quando integrado com o instrumento AMBER (que combina a luz de três telescópios simultaneamente), deteta o fenómeno explosivo das estrelas.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem