PUB
CIN - Branco Perfeito

Primeiro arranha-céus da Invicta vai ser convertido em apartamentos turísticos

Primeiro arranha-céus da Invicta vai ser convertido em apartamentos turísticos

Um dos marcos arquitetónicos mais emblemáticos do Porto, o Edifício Rialto, que já foi lar do mítico Café Rialto, está prestes a ganhar uma nova vida como empreendimento turístico. Outrora considerado o edifício mais alto do país, foi, também, local de encontro para várias figuras influentes da cidade Invicta.

Fotografia: Arquivo CM Porto

Inaugurado em 1944, o Edifício Rialto era então o edifício mais alto do país, sendo considerado o primeiro arranha-céus do Porto. O Café Rialto, situado nos dois primeiros pisos, era conhecido pela sua imponente escadaria em mármore, ar condicionado e uma cozinha totalmente eletrificada. Um artigo do extinto jornal “O Século” de 28 de novembro de 1944 descrevia detalhadamente as inovações do café, incluindo a aparelhagem para esterilização de chávenas, algo inédito em Portugal na época.

Encerrado em 1972, o edifício passou por várias mãos, sendo propriedade do Banco Comercial Português (BCP) antes de ser adquirido pela seguradora Ageas. Em novembro de 2020, a Ageas anunciou a venda do Edifício Rialto ao grupo Endutex, “um dos maiores produtores mundiais de têxteis técnicos, que há uma dúzia de anos lançou a marca hoteleira Moov e está em franca expansão”, de acordo com a informação avançada pelo Jornal de Negócios.

O grupo tem planos ambiciosos para o edifício, sendo que pretende manter o comércio no piso térreo e serviços dos pisos 1 ao 3. Quanto aos restantes, serão convertidos em 35 apartamentos turísticos T1 e T2.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A abertura está prevista pra 2025, segundo as declarações de André Ferreira, administrador da Endutex e responsável pela rede hoteleira do grupo, ao Jornal de Negócios.

Com uma área de construção de 6.688 metros quadrados, o investimento projetado para a área do hotel é de 5,5 milhões de euros.

O Edifício Rialto, agora nas mãos do grupo Endutex, continua a sua história evoluindo para um novo capítulo e representando, além da renovação física do edifício, uma contribuição valiosa para o desenvolvimento turístico da cidade do Porto.

Fotografia de capa: Google Maps

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile