PUB
Recheio 2024 Institucional

Póvoa e Vila do Conde já perderam seis pescadores em naufrágios este ano

Póvoa e Vila do Conde já perderam seis pescadores em naufrágios este ano

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Um pescador das Caxinas morreu, ontem, num acidente ao largo da Figueira da Foz.

A comunidade piscatória da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde continua a ser a mais afetada por mortes no mar em todo o país. Esta quarta-feira, um tripulante da embarcação de pesca artesanal “Rúben e Bruna”, registada em Vila do Conde, naufragou ao largo da Figueira da Foz.
A notícia faz recordar o trágico episódio registado logo no início do ano, com o naufrágio da embarcação “Santa Maria dos Anjos”, ao largo da Praia das Maçãs, em Sintra, que vitimou cinco pescadores (três naturais da Póvoa, um de Vila do Conde e um terceiro cidadão, ucraniano, todos residentes nas Caxinas). Também em janeiro, outro pescador natural da Póvoa perdeu a vida no mar, quando operava um pesqueiro belga que naufragou em Inglaterra, ao largo da cidade de Dover.
Do acidente desta quarta-feira, que envolveu cinco pessoas, quatro foram resgatadas com vida. Um quinto tripulante não resistiu ao naufrágio.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile