RECHEIO 50 ANOS

Portugal Fashion regressa ao Porto em outubro

Portugal Fashion regressa ao Porto em outubro

A 47.ª edição do Portugal Fashion regressa à Alfândega do Porto entre os dias 15 e 17 de outubro, num formato híbrido, que une o físico e o digital, com o intuito de “assegurar a segurança sanitária e alargar o público do evento”, foi na sexta-feira anunciado. 

Seguindo todas as orientações da Direção-Geral de Saúde (DGS), para conter a propagação da pandemia, o evento vai contar com desfiles ao ar livre, garantindo a distância física recomendada, e desfiles ‘online’ apresentados na Portugal Fashion TV Digital, uma plataforma online que irá assegurar, em contínuo, a transmissão dos desfiles em live streaming, e que incluirá também diversificada programação de moda, com entrevistas, reportagens e outros conteúdos digitais.  

“A crise sanitária motiva uma reinvenção profunda do evento, consubstanciada em novos modelos de organização dos desfiles, novas formas de comunicação das criações e novos modos de interação com o público”, explicou Mónica Neto, diretora do Portugal Fashion, citada no comunicado enviado às redações.  

Além das alterações impostas pela covid-19, o Portugal Fashion vai ser diferente nesta edição também “em função do momento difícil que a moda portuguesa atravessa, à semelhança de muitas outras atividades económicas e culturais”, acrescentou, sublinhando que “o impacto socioeconómico da pandemia está a penalizar fortemente a fileira moda”, razão pela qual Portugal Fashion “tem o dever acrescido de apoiar e dar esperança a criadores e marcas”.  

Na passerelle do Portugal Fashion vão ser reveladas as coleções primavera-verão 2021 de criadores e marcas como Alexandra Moura, Alves/Gonçalves, David Catalán, Hugo Costa, Luís Onofre, Maria Gambina, Marques’Almeida, Miguel Vieira, Katty Xiomara, Sophia Kah, entre outros, bem como a estreia da W. Baker, marca de menswear sob a qual se revela o talento dos jovens designers Reid Baker e Inês Amorim. 

“Hoje, talvez como nunca nestes 25 anos de Portugal Fashion, é nossa obrigação proteger o talento nacional. E não me parece que haja melhor maneira do que esta de assinalar o nosso 25.º aniversário”, completou Mónica Neto. 

Para amortecer os efeitos da crise sanitária e económica na fileira moda, a organização do Portugal Fashion destacou ainda três iniciativas direcionadas para a promoção de vendas e a dinamização de negócios, nomeadamente o protocolo com a Câmara Municipal do Porto, os acordos com plataformas de e-commerce e a parceria com a Lupabiológica.  

O protocolo assinado com o município portuense define “apoio institucional da autarquia ao evento”, garantindo “recursos acrescidos para reforçar a sua posição no ecossistema de moda nacional e internacional e, desta forma, fortalecer as dinâmicas da cidade/região enquanto hub de inovação, empreendedorismo, manufatura, exportações, criatividade e cultura”.  

“Pretende-se assim, com esta cooperação estratégica, dinamizar a componente comercial do Portugal Fashion, no quadro de uma cidade/região historicamente ligada às indústrias produtivas de origem portuguesa nomeadamente o têxtil e o calçado”, concluiu o comunicado divulgado. 

Recorde-se que o Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, que conta com o apoio dos seus parceiros estratégicos e é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. 

PUB
 www.pingodoce.pt/responsabilidade/bairro-feliz/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=votacao&utm_campaign=bairrofeliz