Philips

Porto volta a ter recolhimento obrigatório

Porto volta a ter recolhimento obrigatório

Numa altura em que Portugal regista uma subida da incidência e regista, diariamente, um elevado número de casos de covid-19, o Governo decidiu implementar novas medida restritivas.

As medidas foram anunciadas, na última quinta-feira, depois da reunião do Conselho de Ministros e aplicam-se aos concelhos classificados como risco elevado (26) e muito elevado (19). O Porto integra o lote de concelhos com risco elevado. 

Nestes concelhos, note-se, volta a estar proibida a circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00 e o teletrabalho volta também a ser obrigatório, sempre que as funções o permitam.  

Os restaurantes, cafés e pastelarias só podem funcionar até às 22h30, com um máximo de seis pessoas por grupo no interior e dez pessoas no exterior.  

Adicionalmente, os espetáculos culturais adotam também o horário da restauração, funcionando apenas até às 22h30. Já o comércio a retalho terá de encerrar às 21h00. 

“O país está numa situação em que é necessário manter as regras de distanciamento social, evitar os ajuntamentos, utilizar máscaras e manter a higiene respiratória e de mãos”, alertou Mariana Vieira da Silva, aquando da apresentação das novas medidas. 

De acordo com a ministra de Estado e da Presidência, verifica-se um “crescimento significativo dos concelhos que estavam em alerta, sendo agora 21, que começarão a ter restrições na próxima semana se a situação se mantiver”. Entre os concelhos em alerta estão Matosinhos e Vila Nova de Gaia. 

Atualmente, os concelhos considerados de risco elevado são Alcochete, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Aviz, Braga, Castelo de Vide, Faro, Grândola, Lagoa, Lagos, Montijo, Odemira, Palmela, Paredes de Coura, Portimão, Porto, Rio Maior, Santarém, São Brás de Alportel, Sardoal, Setúbal, Silves, Sines, Sousel, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.  

Por sua vez, Albufeira, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Constância, Lisboa, Loulé, Loures, Mafra, Mira, Moita, Odivelas, Oeiras, Olhão, Seixal, Sesimbra, Sintra, e Sobral de Monte Agraço são os 19 concelhos definidos pelo Governo com risco muito elevado. 

Nestes, além das limitações de circulação na via pública, obrigatoriedade de teletrabalho e redução do horário dos estabelecimentos comerciais, impõe-se também a suspensão das aulas de grupo nos ginásios e das modalidades desportivas de alto risco. Além disso, os os casamentos e batizados têm lotação máxima de 25% e os restaurantes, cafés e pastelarias devem encerrar às 15h30 ao fim-de-semana e feriados, estando limitados a um máximo de quatro pessoas por grupo no interior e de seis pessoas por grupo em esplanada. 

Consulte, aqui, todas as medidas.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes