PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce

Porto vai ter uma Casa Comum da Humanidade

Porto vai ter uma Casa Comum da Humanidade

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O protocolo para a instalação da Casa Comum da Humanidade (CCH) vai ser assinado esta sexta-feira no Porto e pretende concentrar cientistas de todo o mundo, e de todas as áreas, desde as Ciências da Terra ao Direito.

O projeto da Casa Comum da Humanidade, que terá sede no Porto, tem o objetivo de poder ser um centro onde pensadores e investigadores tenham um “local de referência e reflexão sobre a procura de modelos de organização e uso do sistema terrestre”, lê-se num comunicado de imprensa da Associação Zero, responsável pela Casa Comum da Humanidade.
A cerimónia da assinatura do protocolo, marcada para as 18h, na sala D. Maria da Câmara do Porto, vai contar com a presença do ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e do reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo.
“A comissão científica da CCH vai ser presidida pelo cientista Will Steffen, da Universidade de Camberra (Austrália), reconhecido mundialmente na área das Ciências da Terra”, revela a Associação Zero, considerando que este projeto é uma “clara afirmação de que Portugal estará na vanguarda da discussão do futuro”.
A médio prazo, informa a Associação Zero, a Casa Comum da Humanidade, em parceria com os atuais e futuros parceiros nacionais e internacionais, vai apresentar junto da Unesco, uma candidatura ao reconhecimento do estado favorável do Sistema Terrestre junto da UNESCO.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce