PUB
Recheio 2024 Institucional

Porto lamenta morte da poeta Ana Luísa Amaral

Porto lamenta morte da poeta Ana Luísa Amaral

Ana Luísa Amaral, poeta, tradutora e académica portuguesa, faleceu este sábado, aos 66 anos. A Câmara Municipal do Porto lamenta a partida da autora, que será homenageada na Feira do Livro do Porto.

Em 2016, o município condecorou a autora com a medalha da cidade. “Agora ficará ligada a uma das tílias dos jardins do Palácio de Cristal. É a forma de a cidade a homenagear para sempre”, sublinhou o presidente da autarquia portuense, Rui Moreira, na conferência de imprensa realizada no âmbito da Feira do Livro.

O nome de Ana Luísa Amaral foi o escolhido pela organização do certame para ser homenageado na edição de 2022. Num extenso programa pensado em torno do trabalho da autora, salienta-se o descerramento da tília de homenagem, no dia 27 de agosto, pelas 15h.

Rui Moreira esteve no funeral da escritora, e afirmou, em declarações aos jornalistas, que o desaparecimento de Ana Luísa Amaral lhe causa “muita impressão porque ela ainda há poucos dias” esteve presente “nos jardins do Palácio de Cristal”, na apresentação da Feira do Livro. “Estava em grande forma, estava toda animada, estava muito contente, muito feliz por esta homenagem que lhe vai ser feita, naturalmente, na mesma. Tenho também aquele sentimento de ter perdido uma amiga e de ser sempre uma coisa muito difícil”, lamentou.

O secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Teixeira, considera que “só nos anos mais recentes a Ana Luísa teve o reconhecimento que lhe era devido” e frisou “que muitos ficarão surpreendidos pela forma como o seu legado vai perdurar, pela forma como ela tocou muitos com a sua poesia e a sua forma de viver a poesia”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Ana Luísa Amaral nasceu em Lisboa, cresceu em Sinta e veio viver para o Norte: “ao início detestei. Mas o Porto, neste momento, é a minha cidade. É a cidade que me acolheu, uma cidade maravilhosa”, confessava

A escritora, com uma vasta e reconhecida obra como poeta, no plano nacional e internacional, foi galardoada em 2021 com o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana.

Em junho foi publicada a antologia poética “O Olhar Diagonal das Coisas”, editada pela Assírio & Alvim, que reúne os 17 livros de poemas assinados até aqui por Ana Luísa Amaral.

Foto: Guilherme Costa Oliveira (CM Porto)

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz