PUB
Recheio 2024 Profissional

Porto homenageia vítimas do ataque ao Charlie Hebdo

Porto homenageia vítimas do ataque ao Charlie Hebdo

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O cartunista Georges Wolinski, que era júri da competição Porto Cartoon, foi uma das vítimas mortais do atentado.

A cidade do Porto vai homenagear esta sexta-feia as 12 vítimas resultantes do ataque de ontem ao jornal satírico francês Charlie Hebdo, numa concentração marcada para as 16h00, em frente aos Paços do Concelho, junto à estátua de Almeida Garrett. O presidente da autarquia portuense, Rui Moreira, condenou o “atentado à liberdade”, na sequência do qual morreram dez jornalistas e dois polícias, sublinhando que o Porto, “cidade da Liberdade e da tolerância”, solidariza-se com as famílias e com a publicação.
O ataque foi executado por dois homens armados que entraram na sede do jornal, em Paris, matando 12 pessoas e ferindo 20, de acordo com informações das autoridades francesas. O cartunista Georges Wolinski, que era, desde 2004, júri da competição Porto Cartoon, foi uma das vítimas mortais. Confirmadas estão também as mortes do diretor do semanário, Stéphane Charbonnier (Charb), e de outros dois dos principais cartunistas do Charlie, Jean Cabut e Tignous (pseudónimo de Bernard Velhac). O jornal já havia sido ameaçado por reproduzir caricaturas de Maomé originalmente publicadas pelo jornal dinamarquês Jyllands-Posten em 2005.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile