CMPorto

“Porto Design Biennale” regressa em junho

“Porto Design Biennale” regressa em junho

A edição 2021 da “Porto Design Biennale” regressa no próximo dia 2 de junho, com um programa de atividades diverso, que passará por 24 espaços da cidade do Porto e Matosinhos, e se prolonga até 25 de julho. 

Sob o tema “Alter-Realidades: Desenhar o Presente”, a segunda edição do evento contará com 20 conversas online e 11 workshops, além das 49 atividades do certame, pensadas por um total de nove curadores, anunciou a organização, numa conferência realizada nos Paços do Concelho. 

De acordo com Alastair Fuad-Luke, curador geral, o programa pretende, através do design, “redescobrir a capacidade de espanto, renovar o ambiente e construir novas alianças”. “Podemos reconstruir-nos, centrando-nos nas experiências e nas coisas – `pharmaka` – capazes de gerar uma maior sensação de bem-estar e que nos mostram como viver melhor, apesar de atravessarmos tempos de contágio e de crise”, destacou. 

A iniciativa arranca com uma exposição do próprio, intitulada “Museu da Matéria Viva”, que vai passar pela Quinta da Bonjóia, e pede a atenção do público “para todos os seres vivos, procurando encorajar cidadãos e designers para a construção de novas práticas e relações para o futuro”.  

A exposição contempla ainda três workshops – “Rio”, “Terra” e “Mar” -, que visa “explorar diferentes ambientes materiais no território local”.

Nesta edição, destaque também para a mostra “Cuidado Radical: Arquiteturas de Amor e Reciprocidade”, orientada por Ana Jarra e Alberto Altés, que reúne histórias de amor, reciprocidade e envolvimento. Será apresentada no Palacete dos Viscondes de Balsemão, no Porto. 

O programa contempla ainda a exposição, em formato online, “Linhas Invisíveis”, que pretende cultivar, com recurso a uma análise do Porto, “novas ideias e soluções para combater a segregação, corrigir as linhas urbanas de falha e outros males sociais”.

Entre os 11 workshops em destaque, “Habitar 424″ visa “reconcetualizar o entendimento comum acerca da condição de sem-abrigo”.

Durante os 54 dias da “Porto Design Biennale” terá também uma série de podcasts.

O país convidado da edição deste ano é a França. Os curadores, investigadores e criadores Caroline Naphegyi e Sam Baron desenvolveram o programa em parceria com o Institut français du Portugal e a Embaixada de França em Portugal.  

Os trabalhos serão apresentados ao público sob a forma de um programa de rádio, no qual as culturas portuguesas e francesas se encontram, assim como em exposições e instalações no Museu Soares do Reis, no Porto, e na área envolvente e numa iniciativa social em que o design se torna uma ferramenta que ajuda a alimentar e apoiar pessoas carenciadas, foi revelado. 

Recorde-se que a “Porto Design Biennale” é organizada pelo centro de investigação da Escola Superior de Arte e Design (ESAD) e conta com o apoio dos municípios do Porto e Matosinhos. 

O programa completo está disponível para consulta na página oficial da “Porto Design Biennale”.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/um-regresso-saboroso-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=23092022-edicao69utm_campaign=sabebem