PUB
Recheio 2024 Institucional

Porto: bombeiros lamentam dificuldades enfrentadas pelas corporações do interior

Porto: bombeiros lamentam dificuldades enfrentadas pelas corporações do interior

O presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, José Miranda, lamentou esta quinta-feira que as corporações no interior do país estejam a ser mais afetadas pela crise, recebendo menos apoios. O responsável defendeu ainda que também os bombeiros do norte têm sido prejudicados face às corporações de Lisboa e regiões limítrofes.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“Os corpos de bombeiros do norte, incluindo do Porto, só tiveram oportunidade de candidatar-se a viaturas no terceiro quadro comunitário de apoio. Os outros dois foram para Lisboa e regiões à volta. Isso tem de ser dito, assumido e sem receio absolutamente nenhum”, sublinhou, esta quinta-feira à tarde, no final da cerimónia de assinatura dos protocolos para atribuição de equipamentos de proteção individual às corporações de bombeiros do Tâmega e Sousa. As oito centenas de equipamentos foram atribuídas a 18 corporações pela Comunidade Intermunicipal (CIM) do Tâmega e Sousa, no âmbito de um entendimento com o Ministério da Administração Interna. Já na quarta-feira, o presidente da CIM, Gonçalo Rocha, havia alertado para as dificuldades enfrentadas por várias corporações de bombeiros da região, que se arrastam “há quatro ou cinco anos”. “Temos resolvido algumas dessas situações com expedientes, mas não resolvemos sustentadamente”, avisou.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem