PUB
Recheio 2024 Institucional

Porto analisou “Estratégia de Desenvolvimento Económico” da cidade

Porto analisou “Estratégia de Desenvolvimento Económico” da cidade

A última quarta-feira de abril ficou marcada pela análise do Conselho Municipal de Economia à “Estratégia de Desenvolvimento Económico do Porto”, cujo documento passa a definir uma “visão para o período até 2035” e recebe a designação de “Pulsar Porto”.

“Queremos ter uma visão para um período um pouco mais longo”, avançou o vereador da Economia, Emprego e Empreendedorismo, Ricardo Valente, na apresentação do documento.

Para o responsável, a cidade do Porto é “relevantíssima do ponto de vista económico e social” e realçou que, embora se enfrente “o desafio do envelhecimento populacional”, a verdade é que a “perda de população foi estancada”.

“O hub de talento é o nosso grande ativo (…) A cidade tem vindo a captar um conjunto de investimentos na área das tecnologias, temos dados que indicam que o valor acrescentado bruto de empresas estrangeiras é 23% do total”, prosseguiu, destacando o desejo de transformar o lema “Mais Porto” em “Melhor Porto”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Para isso, Ricardo Valente referiu ser essencial “envolver os parceiros” e “criar um modelo de governação para gerir o «Pulsar»”, com um “órgão com competências executivas, que seja responsável pela implementação deste plano”. “Uma estrutura ágil, representativa e focada. Haverá um conselho de direção que será a liderança efetiva deste plano. Queremos que isto seja um plano estratégico da cidade, não um plano do município”, resumiu, de acordo com a nota divulgada pelo Porto.

No seu discurso, o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, enalteceu o papel da cidade na captação de investimento, aludindo ao papel da InvestPorto.

Segundo o autarca, o crescimento da cidade passa pela “sustentabilidade” e pelo “talento”, mas, também, pela “mobilidade”. “Temos vindo a tomar medidas duras, e muitas vezes mal entendidas, para garantir que temos baixas taxas de sinistralidade rodoviária. Fala-se muito de segurança, mas a sinistralidade rodoviária é algo intolerável numa cidade. Penaliza eleitoralmente, mas o objetivo é proteger as pessoas”, recordou.

De referir que a “Estratégia de Desenvolvimento Económico do Porto” foi elaborada pelo Conselho Municipal de Economia. Nos próximos dias, contará com os contributos dos conselheiros, que vão “debruçar-se sobre o documento” e, no próximo encontro, apresentar as suas sugestões.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz