PUB
Philips S9000

Portátil Magalhaes usado apenas “como apoio” nas atividades letivas

Portátil Magalhaes usado apenas “como apoio” nas atividades letivas
Um estudo desenvolvido pela UPT permitiu concluir que “não houve retorno imediato por parte das instituições escolares [do 1.º ciclo do ensino básico de Matosinhos], que apenas utilizavam o Magalhães de forma esporádica dentro do contexto de sala de aula”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Uma investigação efetuada pela Universidade Portucalense (UPT) junto da comunidade escolar de Matosinhos demonstra que a integração do computador portátil Magalhães nas atividades letivas locais “foi um fracasso”. Dedicado à “avaliação do impacto do portátil Magalhães no 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Matosinhos”, o estudo “permitiu concluir que não houve um retorno imediato por parte das instituições escolares, que apenas utilizavam o Magalhães de forma esporádica dentro do contexto de sala de aula”.
De acordo com João Paulo Miguel, autor do estudo, conluído em maio, “a primeira grande ilação que podemos retirar é a de que o portátil Magalhães serviu mais como um apoio simples e não como um recurso central de inovação pedagógica”. O responsável adiantou ainda que 89,1% dos professores, 84,5% dos encarregados de educação e 86% dos alunos consideram que nunca ou raramente o computador é utilizado nas salas de aula.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem