AQUACIN NF

Planta com mais de 300 milhões de anos descoberta no Porto

Planta com mais de 300 milhões de anos descoberta no Porto

Uma planta primitiva, com 303 milhões de anos, foi encontrada nas coleções do herbário do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP). A descoberta foi descrita por um investigador doutorado pela Faculdade de Ciências da instituição, no estudo publicado no Historical Biology.

Segundo Pedro Correia, o novo fóssil de planta primitiva das modernas gimnospérmicas revela “as primeiras evidências morfológicas de uma adaptação evolutiva aos ambientes em mudança que ocorreram na Bacia Carbonífera do Douro (Ibéria), quando esta região era tropical no tempo em que o supercontinente Pangeia se estava a formar”.

A espécie, batizada de Lesleya ceriacoi sp.nov, em homenagem a Luís Ceríaco, curador chefe e responsável pelas coleções do MHNC-UP, estava guardada há mais de 100 anos nas coleções do herbário.

Em causa, segundo explicou, em entrevista à Agência Lusa, está a “primeira evidência morfológica de uma adaptação evolutiva às mudanças ambientais e climáticas em ambientes intramontanhosos nas regiões tropicais do Pangeia no final do Paleozoico”.

O investigador considera que esta descoberta representa uma “importante contribuição para o conhecimento e compreensão do grupo de plantas adaptadas ao clima seco” e que o estudo permitirá obter “informações únicas” sobre como a natureza se adapta ao clima mais quente e seco.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal