PUB
CIN - Branco Perfeito

“Passos no Escuro” celebra as mulheres no cinema de ação

“Passos no Escuro” celebra as mulheres no cinema de ação

O ciclo “Passos no Escuro”, iniciativa dedicada à exibição de cinema de terror e de culto, que acontece no Cinema Passos Manuel, vai dedicar o mês de março à celebração das mulheres no cinema de ação.

“O Passos no Escuro decide celebrar o Dia Internacional da Mulher com Michelle Yeoh e termina o mês com a segunda parte da “Trilogia do Apocalipse” de John Carpenter”, informam os promotores, em comunicado enviado à VIVA!.

A programação arranca já esta quarta-feira, 8 de março, data em que se celebra o Dia Internacional das Mulheres, com o filme “Yes, Madam”, realizado por Corey Yuen, e que trouxe a atriz Michelle Yeoh “até ao grande público”. A ela junta-se, ainda, Cynthia Rothrock, um dos maiores ícones do cinema de ação, que, segundo sublinham, “não tem a mesma exposição regular que os seus contrapartes masculinos da época”.

“É justamente num exercício de celebrar as mulheres no cinema de ação que esta sessão está marcada para o Dia Internacional da Mulher, destacando Michelle Yeoh e Cynthia Rothrock como duas pioneiras num mundo tradicionalmente masculino e num contexto social que lhes era adverso. “Yes, Madam” é um filme repleto de cenas impressionantes, coreografadas ao detalhe para mostrar o talento de todos os envolvidos. É também detentor de um dos finais mais inesperados e abruptos do cinema”, destacam.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A próxima sessão acontece no dia 22 de março, também uma quarta-feira, e leva John Carpenter ao grande ecrã, com “Príncipe das Trevas”. “A segunda entrada na “Trilogia do Apocalipse”, iniciada com “The Thing – Veio do Outro Mundo” e terminada com “A Bíblia de Satanás”, é um dos filmes menos falados da filmografia do realizador, mas não deixa de ser também um dos mais interessantes”.

Os bilhetes podem ser adquiridos no dia das sessões, com arranque às 22h00, ou através do e-mail [email protected].

Recorde-se que o ciclo “Passos no Escuro” pretende trazer de volta o “espírito comunitário à sala de cinema, com títulos que potenciam a diversão e discussão dentro de géneros menos representados no grande ecrã”.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem