PUB
CIN Woodtec

Paralisações parciais nos portos e nos comboios

: entre as 08h00 e as 12h00 e entre as 13h00 e as 17h00. A greve dos trabalhadores portuários visa contestar a revisão do regime jurídico do trabalho portuário. Vítor Dias explicou que, atualmente, os trabalhadores portuários executam todo o tipo de tarefas até ao momento em que a carga embarca no navio. Com a reforma, o Governo quer que os trabalhadores portuários façam apenas o trabalho a bordo.
«O que o Governo pretende é deixar sem ocupação cerca de 50 por cento dos trabalhadores portuários e ir buscar trabalhadores sem qualquer tipo de qualificação» para desempenhar as restantes tarefas, disse o dirigente sindical.
Na aviação, os trabalhadores da empresa de assistência nos aeroportos Portway cumprem hoje uma nova greve de 24 horas, depois da paralisação de quarta-feira, que provocou ligeiros atrasos. No setor ferroviário, continuam em greve ao trabalho extraordinário, em dia de folga e aos feriados os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal, da CP-Carga, da REFER – Rede Ferroviária Nacional e da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF).

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem