PUB
Recheio 2024 Profissional

Ordem do Carmo: funcionários voltam a protestar pela manutenção dos postos de trabalho

Ordem do Carmo: funcionários voltam a protestar pela manutenção dos postos de trabalho
O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN) agendou para esta manhã uma concentração em frente às instalações do hospital da Ordem do Carmo, no Porto, para reivindicar salários e a manutenção dos postos de trabalho.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Segundo adiantou o sindicalista Orlando Gonçalves, há cerca de 50 funcionários ainda em funções na Ordem do Carmo com perto de três meses de salários em atraso. O responsável afirmou ainda que já foi comunicada ao sindicado a indicação de que haverá investidores interessados em adquirir património à Ordem do Carmo, mas que tal não tem sido possível. De recordar que, em janeiro de 2013, o provedor da Ordem do Carmo, Veiga de Faria, sublinhou, em declarações à Lusa, que o projeto em curso para “relançar” a instituição – que passava pela concessão do serviço hospitalar – poderia ser “a possibilidade última de sobrevivência” da Ordem. Nessa altura, o provedor reconheceu que a situação financeira da Ordem do Carmo era “complicada”, sobretudo devido a “uma quebra enorme” das receitas da parte hospitalar, à falta de capacidade em contornar as despesas fixas da instituição e a “alguns contratos, celebrados há anos, envolvendo um risco elevado, e que hoje em dia se traduzem em contratos bastante negativos para a instituição”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile