AQUACIN NF

OCDE prevê deteriorização da economia portuguesa

Portugal está cada vez mais longe da média de longo prazo que serve de referência a estes indicadores, de 100 pontos, apresentando em abril, 97,37 pontos, apesar das quedas mensais se apresentarem menos negativas. Também Espanha começa a ter motivos de preocupação no que diz respeito a estes indicadores, apresentando quedas em três meses consecutivos. A Grécia, após vários meses em queda, apresentou em abril, pelo segundo mês consecutivo, uma estabilização, mantendo os mesmos valores em março e abril que foram calculados para fevereiro. A Irlanda parece ser a que melhor se apresenta entre os países em dificuldades, já que acumula oito meses de subidas consecutivas, dos quais sete meses são já acima da média de longo prazo. Os cálculos da OCDE para a média da zona euro apresentam valores mais negativos, com quedas mensais a produzirem-se há mais de um ano, mas em dimensões reduzidas, permanecendo já há sete meses abaixo da média de longo prazo. Melhor está o total de países que fazem parte da organização, que levam já seis meses a subir.
PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/premio-literatura-infantil/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=pli